Vinhos para a Primavera

Hoje, dia 22 de setembro começa a Primavera, período marcado pelas cores e flores que enfeitam as paisagens no mundo todo. A mudança de clima trazida pela estação influencia a alimentação e a escolha dos vinhos degustados no dia a dia. Pensando nisso, selecionamos 12 rótulos que combinam com a temporada de flores e que vão deixar seus dias mais alegres. Escolha o que melhor combina com você. Todos os vinhos são trazidos ao Brasil pelas importadoras Porto a Porto e Casa Flora.

 Para os apreciadores de espumante, o cava Don Román Brut é uma deliciosa sugestão para acompanhar aperitivos. Elaborado pelo método tradicional, ou seja, a segunda fermentação acontece na garrafa, apresenta aromas florais e frescos, com boa persistência em boca.

 

Para aqueles que preferem os brancos, sugerimos o Marquês de Borba Colheita, produzido na região do Alentejo pelo produtor João Portugal Ramos. Ideal para acompanhar pratos leves, é um rótulo que possui boa estrutura e longo final em boca.

 

Chan de Rosas Clásico é elaborado 100% com a uva Albariño na região da Galícia, na Espanha. Excelente escolha para se beber sozinho ou para acompanhar frutos do mar. Já o português Régia Colheita branco é mais estruturado e untuoso em boca, ideal para acompanhar peixes assados. Apresenta corpo médio, boa acidez e concentração de frutas.

 

Quando assunto é vinho rosé, indicamos três rótulos que são ótimos para dias quentes e frescos, típicos da primavera. O francês Le Rosé de Floridene é elegante e saboroso, pode ser degustado sozinho ou acompanhado de pratos à base de peixes.

 

Monsaraz Rosé, de aromas de frutas vermelhas como framboesa, é um rótulo português que harmoniza com saladas, mariscos e sushi. Também o espanhol Numbered Edition é uma opção excelente. Fresco e refrescante, possui aromas e sabores frutado, ótimo para acompanhar queijo.

 

Indo para os tintos, o português Tons de Duorum é ideal para acompanhar carnes vermelhas e massas com molhos encorpados, resultado dos 6 meses de envelhecimento em barrica. Outra dica do Douro, em Portugal, é o Duorum Colheita. Vinho de elegância ímpar, apresenta taninos firmes e acidez equilibrada.

 

Se a proposta é acompanhar queijos curados, nossa dica é o português Monsaraz Reserva DOC Alentejo, de grande complexidade aromática e persistência em boca, resultado dos 9 meses em barricas de carvalho.

 

Ainda de Portugal, o Quinta do Cachão acompanha carnes grelhada, por exemplo, pois possui taninos bem maduros e macios em boca. Com aroma frutado, esse rótulo estagia 6 meses em barrica de carvalho francês. Para fechar a lista, o espanhol Don Román Tinto. Elaborado com a uva Tempranillo, combina perfeitamente com paella à base de carnes e embutidos. Possui ótima estrutura e complexidade, com um suave toque fresco em boca.

 

Em Curitiba, a sugestão de preços para consumidor final é:

 

Valores:

Cava Don Román Brut: R$ 57,90

Marquês de Borba Colheita: R$ 74,90

Chan de Rosas Clássico: R$ 108,90

Régia Colheita branco: R$ 77,90

Le Rosé de Floridene: R$ 84,90

Monsaraz rosé: R$ 46,90

Numbered Edition: R$ 34,90

Tons de Duorum tinto: R$ 61,90

Duorum Colheita: R$ 119,90

Monsaraz Reserva: R$ 101,90

Quinta do Cachão: R$ 52,90

Don Román: R$ 68,90

 

Em Curitiba, onde encontrar: Adega Brasil, Celeiro Municipal e Família Scopel.

Foto: Divulgação.

Comentários