Pular para o conteúdo principal

Nova cerveja da Bodebrown homenageia a saga dos imigrantes italianos

 Luppolo Grape IPA tem lançamento oficial nesta sexta-feira (25/9) em todas as unidades do Condor Super Center.A trajetória dos imigrantes italianos no Brasil é a fonte inspiradora de uma nova criação da Bodebrown, a Luppolo Grape IPA. Trata-se de uma Indian Pale Ale que leva adição de mosto de uvas brancas Trebbiano, numa fusão que segue o caminho de aproximar a cultura das cervejas artesanais ao mundo dos vinhos.

 

Para representar a história de milhares de famílias que deixaram a Itália e atravessaram o Atlântico para recomeçar a vida em terras brasileiras, a nova cerveja buscou inspiração na história do imigrante italiano Biazio Zonta, bisavô do empresário Pedro Joanir Zonta, fundador e presidente do Condor Super Center, que assim como a Bodebrown tem sede em Curitiba. “A trajetória desta família sintetiza o percurso de milhares de outros italianos que ajudaram a construir o Brasil”, explica o cervejeiro e CEO da Bodebrown, Samuel Cavalcanti.

 

Foi escolhida a uva Trebbiano por ser uma cepa emblemática da Itália e da região do Vêneto, de onde vieram muitos imigrantes. A partir da escolha desta uva, a Bodebrown criou uma cerveja que explora caminhos gastronômicos e culturais da Itália.

 

“O resultado é uma homenagem às virtudes do povo italiano, tão presentes na formação do Brasil”, explica Cavalcanti. “Representamos nesta receita a força, superação e alegria que marcam o DNA e a alma dos italianos, gente desbravadora, trabalhadora e que se alimenta da perseverança e resiliência. Mas que também sempre encontra tempo para reunir a família e os amigos para se divertir, saborear a vida e dar muitas risadas”.

 

O mosto de uvas Trebbiano utilizada na receita vem do Vale dos Vinhedos, no Rio Grande do Sul. Quatro tipos de malte também entram na composição. Para completar, traz ainda dry-hopping de três lúpulos mundialmente cultuados: Sorachi Ace (Japão), Galaxy (Austrália) e Amarillo (USA). Destes ingredientes, surge uma cerveja envolvente, que traz grande complexidade sensorial.

 

No olfato, evoca aromas florais e de frutas tropicais. No paladar, há um equilíbrio entre o caráter marcante de um IPA com toques refrescantes, secos e de acidez. “A adição da Trebbiano sintetiza a história que procuramos contar e também abre as portas para uma nova experiência sensorial entre as cervejas artesanais, com perfumes e sabores que remetem também ao vinho”, acrescenta Cavalcanti.

 

Como uma boa cerveja gastronômica que celebra a Itália e os italianos, a Luppolo Grape IPA harmoniza com uma série de pratos tradicionais daquele país: queijos, salames, polenta brustolada, fígado acebolado, pizzas, massas e tiramisu.


História de Biazio Zonta

 

Biazio deixou a cidade de Cassola, no Vêneto, em 22 de julho de 1.887, para recomeçar a vida no Brasil. Junto com a mulher, Catarina, e três filhos, Francisco, Felicità e Anna, foi até o porto de Gênova e de lá embarcou para uma viagem de 33 dias a bordo do navio La Savoie. Desembarcaram no Porto de Santos e depois tomaram o trem para Curitiba, onde, décadas mais tarde, o Condor seria fundado por Pedro Joanir Zonta. Atualmente, a empresa está comemorando 46 anos. 

 

“É uma honra saber que um produto inspirado na história da minha família estará presente nas gôndolas do Condor e levando sabor aos nossos clientes. Esta cerveja é uma homenagem à memória do meu avô e a considero como um grande presente de aniversário dos 46 anos do Condor. Me sinto honrado de a família Zonta ter sido escolhida para representar os imigrantes italianos”, destaca o presidente do Condor Super Center, Pedro Joanir Zonta.

 

Para marcar os 46 anos da rede, a Luppolo Grape IPA será comercializada inicialmente com exclusividade nas 54 lojas do Condor no Paraná e Santa Catarina. Chega no formato de latas de 473 ml, com preço de lançamento a R$ 14,90.

Fotos: Divulgação.

Postagens mais visitadas deste blog

Curitiba 18💙18 distribui 270 toneladas de alimentos

  Campanha de financiamento coletivo arrecada R$ 991.841 em 18 dias em prol de ONGs de Curitiba e Região Metropolitana. Uma campanha em torno do número cabalístico 18. Assim foi a Curitiba 18 18 , uma iniciativa da Comunidade Israelita do Paraná, que foi abraçada por muitos curitibanos, pessoas físicas e jurídicas.   A ação foi inspirada na campanha original de São Paulo, realizada algumas semanas antes. A arrecadação total pela plataforma de financiamento coletivo Benfeitoria foi de R$ 991.841,00, que estão sendo transformados em 270 toneladas de alimentos para mais de 9 mil famílias.   A distribuição já começou e continuará nas próximas semanas, com o apoio logístico da Trans Pizzatto. O número 18 foi escolhido por simbolizar a vida, transformando alimentos em esperança para as famílias mais necessitadas, situação agravada pela pandemia. “18 simboliza ‘chai’, que é vida em hebraico. E o coração, uma ponte para outra vida. Pessoas ajudando pessoas. Uma forma de honrar essa terra que t

Conheça os eventos na Itália e na França que vão celebrar Leonardo da Vinci em 2019

Com 28 de anos de história a Teresa Perez Tours é especialista em criar e reinventar roteiros personalizados e não poderia ficar de fora das comemorações dos    500 anos da morte de Leonardo Da Vinci , no  ano de 2019.  Da Vinci,  considerado, graças às suas contribuições em praticamente todos os campos do conhecimento humano, um dos artistas mais completos que o mundo já conheceu. O gênio italiano morreu no dia 2 de maio de 1519 e, como não poderia deixar de ser, o tema vai inspirar atrações ao longo do ano na Itália, país de origem do artista, e na França, onde passou os últimos dias de sua vida. Na programação, mais de 500 eventos com o objetivo de criar um movimento popular e artístico através de uma programação variada, que aborda temas relacionados à figura do artista e ao Renascimento - período em que viveu -, como arquitetura, gastronomia, artesanato, ciência e inovações tecnológicas.   Legado e raízes na Itália Na Itália, uma série de celebrações estão planejadas e du

Brasil abre 2018 com 16 prêmios para os espumantes brasileiros na Espanha

Vinhos e espumantes são reconhecidos por júri internacional formado por 40 experts A conquista de mais prêmios internacionais para vinhos e espumantes brasileiros começou mais cedo este ano. O país verde e amarelo acaba de conquistar 16 medalhas no Concurso Internacional de Vinos y Espirituosos (CINVE) 2018 , realizado de 12 a 14 de fevereiro no Complexo Cultural de São Francisco, na cidade de Cáceres, na Espanha. A entrega da premiação acontecerá dia 13 de abril no Hotel Villamagna, em Madri .   O concurso reuniu 705 amostras de 14 países. Um júri formado por 40 experts distinguiu quatro vinhos e 12 espumantes brasileiros . O diretor da Associação Brasileira de Enologia (ABE), enólogo Marcos Gabbardo, esteve representando o Brasil e destaca que foi possível avaliar, principalmente, vinhos da Península Ibérica, além de produtores do Novo Mundo e Velho Mundo. “Todas as avaliações foram realizadas às cegas por jurados internacionais, permitindo a valorização da diversidade e qual