Pular para o conteúdo principal

Vale da Música promove Festival do Choro e oficina gratuita de pandeiro

 Palco Flutuante na Ópera de Arame vai oferecer uma programação especial no dia 23 (sábado) dedicada ao ritmo brasileiro

 Feijoada, caipirinha, natureza exuberante, folga, e pra completar, o melhor do choro de Curitiba reunido. Pois essa é a programação deste sábado (23) no Vale da Música, festival permanente de música instrumental apresentado pelo Bradesco e com realização da Futura Fonte em parceria com a DC Set Group. Durante todo o dia, o Palco Flutuante será cenário de um encontro de grandes nomes do choro regional, incluindo o Trio Generoso, Otávio Augusto Regional e o Trio Choro de Couro.

 

Na programação, destaque para a homenagem ao grande Pixinguinha, que será executada pelo pessoal do Otávio Augusto Regional. No repertório, obras do artista e de seus influenciadores, como Anacleto Medeiros e Irineu de Almeida. Ainda, serão tocadas obras arranjadas por Pixinguinha e que estão guardadas no Instituto Moreira Salles. O pessoal do Choro de Couro vai trazer sua pesquisa sobre o ritmo e sobre o samba, fazendo uma releitura moderna dos tradicionais gêneros musicais. Já o pessoal do Trio Generoso é formado pelos curitibanos Jonas Lopes no bandolim, Luiz Ivanqui no violão de sete cordas e Ricardo Salmazo.

 

E já que estamos falando de choro e samba instrumental, quem passar pelo Vale das 10h30 às 12h30 poderá participar de uma oficina gratuita de pandeiro no palco da Ópera de Arame. A ideia é oferecer técnicas diversas do pandeiro tradicional ao moderno, do básico ao avançado, do samba ao forró, além de brincadeiras de improvisação com o instrumento. “Vamos ainda abordar aspectos práticos, técnicos e culturais da história do pandeiro, tão difundido na cultura brasileira”, conta Luam Clarim, músico que ministrará a oficina.

 

“Já tivemos outra oportunidade de oferecer uma oficina de pandeiro e foi bem bacana, com uma adesão muito boa. Agora, vai ser o casamento perfeito, pois os amantes da músicas poderão, além de aprender a usar um dos instrumentos tradicionais do choro, ainda apreciar o melhor do ritmo”, conta Jordana Pimentel, produtora do espaço. Para aqueles que desejam participar e já possuem o instrumento é importante levar, pois no local estarão disponíveis poucas unidades para empréstimo. O público estimado é de 30 pessoas. 

Quem estiver no local vai poder ainda apreciar a exposição “Do Ritmo ao Algoritmo”, apresentada por Ebanx e Empalux e com realização da Futura Fonte em parceria com a DC Set Group, que está sendo apresentada na Ópera de Arame e que reconta a história da música no mundo, com 15 painéis gigantes. Pra fechar o sábado com chave de ouro, o restaurante Ópera Arte, localizado no espaço, estará com uma promoção especial de caipirinhas e no balde de cerveja. No local, buffet de feijoada e barreado no valor de R$79,90 por pessoa.

 Serviço

Palco Flutuante

Data: 23 de abril (sábado)

Horários:

10h às 12h30 – Trio Generoso

12h40 às 15h10 – Otávio Augusto com especial Pixinguinha

15h20 às 17h50 – Trio Choro de Couro

Oficina de Pandeiro

GRATUITA (necessário realizar inscrição de forma antecipada pelo contato disponibilizado)

Data: 23/04/2022 - Sábado

Horário: das 10h30 as 12h30 Local: Teatro Ópera de Arame

Para mais informações e inscrições: 41 99640 7801

Valor para entrada no Vale da Música: R$ 15,00 inteira e R$ 7,50 meia-entrada. O benefício é válido para pessoas que estejam dentro da lei da meia-entrada, crianças de até 12 anos e para moradores de Curitiba e região metropolitana, que precisam levar um comprovante de residência para obter o desconto.  Estudantes de escola pública possuem direito à gratuidade no ingresso.
Endereço: Rua João Gava, 970 – Abranches. 
Fotos: Divulgação.