Pular para o conteúdo principal

Botteh Handmade Rugs veste a CASACOR PR 2021

 Mais de 630 m² de tapetes revestem a Galeria Botteh e outros 13 ambientes.

Galeria Botteh, CASACOR PR 2021 | Foto: Marcelo Stammer.

Recém inaugurada em Curitiba mas com forte presença em São Paulo e Belo Horizonte, a marca de tapetes Botteh Handmade Rugs promete surpreender os visitantes da nova edição da CASACOR PR, que tem a inauguração agora, dia 05 de setembro. Com mais de 630 m² de tapetes divididos entre a exuberante Galeria Botteh e outros 13 ambientes da mostra, a marca é o grande destaque dessa edição. A surpresa da galeria está nos grandes formatos dos tapetes – o ambiente recebe 9 tapetes que tem mais de 6 metros de comprimento, as peças estão expostas nas paredes laterais das piscinas olímpicas onde hoje estão ambientes assinados. A galeria recebeu peças icônicas da tapeçaria, como o tapete iraniano Trabriz e o tapete nepalês Hendesi.

Para Amir Shahrouzi, proprietário da marca, esse é um grande momento para a Botteh. “Estamos muito felizes com o resultado, a Galeria Botteh recebeu tapetes super exclusivos, peças que representam história, arte e muito bom gosto. Fazer parte da CASACOR PR 2021 é uma forma de agradecer a recepção maravilhosa que tivemos de Curitiba”, revela o empresário que inaugurou a loja em março desse ano.

 


Com a parceria em 13 ambientes, a marca apresenta um leque completo. Como a coleção Litoral, totalmente reciclada, feitas com fibras sintéticas de garrafas pet (o Polipropileno é um material próprio para uso externo e 100% ecológico), presente no ambiente “Pool Party”, assinado pelo arquiteto Felipe Guerra. Bartira Brittes, gerente da loja em Curitiba, comenta a importância da Botteh fazer parte da mostra, “Conseguimos apresentar a essência da marca com o olhar criativo de diferentes profissionais, os projetos dos ambientes ficaram incríveis e contaram com tapetes de diferentes estilos”, aponta a gerente.

 


O design nacional também marcou presença na mostra, a coleção Corbusier, assinada por Luciano Dalla Marta, com exclusividade da Botteh - faz parte da Suíte Relicário, ambiente assinado pela arquiteta Larissa Loh. A internacionalização das peças da marca também surpreende, com uma curadoria precisa, os ambientes apresentam tapetes do Irã, Paquistão, India, Nepal e Mongolia.

 


A Botteh Handmade Rugs esta presente nos ambientes dos profissionais: Felipe Guerra, com o ambiente Pool Party; Gustavo Scaramella, com o Ambiente Gabinete; Karolinna Venturi, com o ambiente A Loja da Casa; Larissa Loh, com o ambiente Suíte Relicário; Luana Vansin, com o ambiente Vínculos Home e Jantar; Luciana Gibaile, com o ambiente Descompression Room; Marcelo Lopes, com o Loft Deca; Claudia e Raíssa Bueno, com o ambiente Gourmeteria Raízes Evivva; Sheila Jesus e Juliana Gabardo, com o ambiente Boudoir Feminino; Studio Architetonika Nomad, com o ambiente Loft Lobo Guará; SUM Architecture, com o ambiente O Quintal; Viviane Busch, com o ambiente Quarto do Casal Reveev; e Viviane Tabalipa, com o ambiente Lounge Vip.

Botteh Handmade Rugs: https://www.botteh.com/

Postagens mais visitadas deste blog

Curitiba 18💙18 distribui 270 toneladas de alimentos

  Campanha de financiamento coletivo arrecada R$ 991.841 em 18 dias em prol de ONGs de Curitiba e Região Metropolitana. Uma campanha em torno do número cabalístico 18. Assim foi a Curitiba 18 18 , uma iniciativa da Comunidade Israelita do Paraná, que foi abraçada por muitos curitibanos, pessoas físicas e jurídicas.   A ação foi inspirada na campanha original de São Paulo, realizada algumas semanas antes. A arrecadação total pela plataforma de financiamento coletivo Benfeitoria foi de R$ 991.841,00, que estão sendo transformados em 270 toneladas de alimentos para mais de 9 mil famílias.   A distribuição já começou e continuará nas próximas semanas, com o apoio logístico da Trans Pizzatto. O número 18 foi escolhido por simbolizar a vida, transformando alimentos em esperança para as famílias mais necessitadas, situação agravada pela pandemia. “18 simboliza ‘chai’, que é vida em hebraico. E o coração, uma ponte para outra vida. Pessoas ajudando pessoas. Uma forma de honrar essa terra que t

Conheça os eventos na Itália e na França que vão celebrar Leonardo da Vinci em 2019

Com 28 de anos de história a Teresa Perez Tours é especialista em criar e reinventar roteiros personalizados e não poderia ficar de fora das comemorações dos    500 anos da morte de Leonardo Da Vinci , no  ano de 2019.  Da Vinci,  considerado, graças às suas contribuições em praticamente todos os campos do conhecimento humano, um dos artistas mais completos que o mundo já conheceu. O gênio italiano morreu no dia 2 de maio de 1519 e, como não poderia deixar de ser, o tema vai inspirar atrações ao longo do ano na Itália, país de origem do artista, e na França, onde passou os últimos dias de sua vida. Na programação, mais de 500 eventos com o objetivo de criar um movimento popular e artístico através de uma programação variada, que aborda temas relacionados à figura do artista e ao Renascimento - período em que viveu -, como arquitetura, gastronomia, artesanato, ciência e inovações tecnológicas.   Legado e raízes na Itália Na Itália, uma série de celebrações estão planejadas e du

Brasil abre 2018 com 16 prêmios para os espumantes brasileiros na Espanha

Vinhos e espumantes são reconhecidos por júri internacional formado por 40 experts A conquista de mais prêmios internacionais para vinhos e espumantes brasileiros começou mais cedo este ano. O país verde e amarelo acaba de conquistar 16 medalhas no Concurso Internacional de Vinos y Espirituosos (CINVE) 2018 , realizado de 12 a 14 de fevereiro no Complexo Cultural de São Francisco, na cidade de Cáceres, na Espanha. A entrega da premiação acontecerá dia 13 de abril no Hotel Villamagna, em Madri .   O concurso reuniu 705 amostras de 14 países. Um júri formado por 40 experts distinguiu quatro vinhos e 12 espumantes brasileiros . O diretor da Associação Brasileira de Enologia (ABE), enólogo Marcos Gabbardo, esteve representando o Brasil e destaca que foi possível avaliar, principalmente, vinhos da Península Ibérica, além de produtores do Novo Mundo e Velho Mundo. “Todas as avaliações foram realizadas às cegas por jurados internacionais, permitindo a valorização da diversidade e qual