Pular para o conteúdo principal

Pereira Gionédis Advogados lança obra que trata sobre a Lei Geral de Proteção de Dados e o Compliance

 Lançamento online será realizado na próxima quarta-feira (01 de setembro). 

A Lei Geral de Proteção de Dados e o Compliance são dois pilares necessários para que todos ajam adequadamente aos ditames clamados pelo mundo civilizado, quanto à ética, quanto aos direitos e deveres de todos: titulares, usuários, pessoas, cidadãos, setor privado e poder público. Os dois assuntos são tema da nova obra do escritório Pereira Gionédis Advogados e parceiros com lançamento online nesta quarta-feira (01 de setembro).

Com coordenação da sócia fundadora do escritório, Louise Rainer Pereira Gionédis (foto), e a sócia Maria Amélia Mastrorosa Vianna, a obra, da Juruá Editora, apresenta artigos que tratam sobre informação, comunicação, dados, o ordenamento jurídico brasileiro, rules da tecnologia e a governança da tecnologia da informação, as relações de trabalho, o cuidado das informações na reprodução humana assistida, a publicidade na advocacia e no poder judiciário, as regras de conduta e anticorrupção no terceiro setor, na saúde, nos contratos administrativos, no futebol, a quebra de sigilo, como quebra de confiança.

“Os artigos trazem ao leitor, de forma clara e objetiva, a atenção que é exigida pelo direito positivo brasileiro quanto aos temas tratados, sendo referência e fonte de pesquisa”, ressalta uma das coordenadoras do livro, Louise Rainer Pereira Gionédis.

A obra tem prefácio assinado pela procuradora federal, Maria Candida do Amaral Kroetz, atual vice-diretora do Setor de Ciências Jurídicas da UFPR. “O livro tem a virtude de conjugar o trato destes atuais e relevantes temas atrelados a diversos setores da atividade econômica associando acurada análise técnico-jurídica com a sempre almejada concreção prática. A proteção de dados e o complice exigem a tomada de providências e a mudança de atitude. A obra serve de inspiração e impulso para esta difícil, mas compensadora tarefa”, observa a procuradora federal.

Autores por ordem alfabética

Ana Luiza Grecca Cordeiro

Carmen Gloria Arriagada Berríos

Douglas Rodrigues da Silva

Inaiá Nogueira Queiroz Botelho

Leonardo Baldissera Santos

Louise Rainer Pereira Gionédis

Maria Amélia Mastrorosa Vianna

Nathália Mello Américo Wolff

Nilaine Valladão Masiero

Rafael Guedes de Castro

Sandro Rafael Bonatto

Silmara Regina Gedanken

Tiffany Cunha de Jesus


Ficha Técnica

Autor(es): Organizadoras: Louise Rainer Pereira Gionédis e Maria Amélia Mastrorosa Vianna

ISBN v. impressa: 978655605644-9

ISBN v. digital: 978655605785-9

Acabamento: Brochura

Formato: 15,0x21,0 cm

Peso: 248grs

Número de páginas: 244

Publicado em: 12/07/21

Área(s): Direito - Digital

Serviço:

Lançamento: Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) e o Compliance

Data: 01 de setembro

Horário: 19h

Online - https://www.youtube.com/watch?v=78Sp4jXClv0

Valores:

Versão impressa: R$ 109,90

Versão digital: R$ 77,70

Fotos: Divulgação

Postagens mais visitadas deste blog

Curitiba 18💙18 distribui 270 toneladas de alimentos

  Campanha de financiamento coletivo arrecada R$ 991.841 em 18 dias em prol de ONGs de Curitiba e Região Metropolitana. Uma campanha em torno do número cabalístico 18. Assim foi a Curitiba 18 18 , uma iniciativa da Comunidade Israelita do Paraná, que foi abraçada por muitos curitibanos, pessoas físicas e jurídicas.   A ação foi inspirada na campanha original de São Paulo, realizada algumas semanas antes. A arrecadação total pela plataforma de financiamento coletivo Benfeitoria foi de R$ 991.841,00, que estão sendo transformados em 270 toneladas de alimentos para mais de 9 mil famílias.   A distribuição já começou e continuará nas próximas semanas, com o apoio logístico da Trans Pizzatto. O número 18 foi escolhido por simbolizar a vida, transformando alimentos em esperança para as famílias mais necessitadas, situação agravada pela pandemia. “18 simboliza ‘chai’, que é vida em hebraico. E o coração, uma ponte para outra vida. Pessoas ajudando pessoas. Uma forma de honrar essa terra que t

Conheça os eventos na Itália e na França que vão celebrar Leonardo da Vinci em 2019

Com 28 de anos de história a Teresa Perez Tours é especialista em criar e reinventar roteiros personalizados e não poderia ficar de fora das comemorações dos    500 anos da morte de Leonardo Da Vinci , no  ano de 2019.  Da Vinci,  considerado, graças às suas contribuições em praticamente todos os campos do conhecimento humano, um dos artistas mais completos que o mundo já conheceu. O gênio italiano morreu no dia 2 de maio de 1519 e, como não poderia deixar de ser, o tema vai inspirar atrações ao longo do ano na Itália, país de origem do artista, e na França, onde passou os últimos dias de sua vida. Na programação, mais de 500 eventos com o objetivo de criar um movimento popular e artístico através de uma programação variada, que aborda temas relacionados à figura do artista e ao Renascimento - período em que viveu -, como arquitetura, gastronomia, artesanato, ciência e inovações tecnológicas.   Legado e raízes na Itália Na Itália, uma série de celebrações estão planejadas e du

Brasil abre 2018 com 16 prêmios para os espumantes brasileiros na Espanha

Vinhos e espumantes são reconhecidos por júri internacional formado por 40 experts A conquista de mais prêmios internacionais para vinhos e espumantes brasileiros começou mais cedo este ano. O país verde e amarelo acaba de conquistar 16 medalhas no Concurso Internacional de Vinos y Espirituosos (CINVE) 2018 , realizado de 12 a 14 de fevereiro no Complexo Cultural de São Francisco, na cidade de Cáceres, na Espanha. A entrega da premiação acontecerá dia 13 de abril no Hotel Villamagna, em Madri .   O concurso reuniu 705 amostras de 14 países. Um júri formado por 40 experts distinguiu quatro vinhos e 12 espumantes brasileiros . O diretor da Associação Brasileira de Enologia (ABE), enólogo Marcos Gabbardo, esteve representando o Brasil e destaca que foi possível avaliar, principalmente, vinhos da Península Ibérica, além de produtores do Novo Mundo e Velho Mundo. “Todas as avaliações foram realizadas às cegas por jurados internacionais, permitindo a valorização da diversidade e qual