Pular para o conteúdo principal

Conexão Daxo traz Carlos Ferreirinha para falar sobre a nova era do mercado do luxo

Conexão Daxo em Curitiba promoveu imersão 360º sobre a interpretação dos códigos que influenciam o mercado de luxo com o renomado Carlos Ferreirinha, presidente da MCF Consultoria, que visualiza na ressignificação das funções da casa uma oportunidade sem precedentes.
Carlos Ferreirinha, Sabrina Hoffmann e Wagner Moacir da Silva

O que as artistas Beyoncé e Rihanna, as Olimpíadas de Tokyo, Geração Z e longevidade com jovialidade têm a ver com imóveis de alto padrão e demais segmentos voltados ao mercado do luxo? Tudo. E foi o que a primeira edição do evento Conexão Daxo em Curitiba abordou com Carlos Ferreirinha, presidente da MCF Consultoria, que proporcionou uma imersão 360º sobre os códigos que tornam “o ordinário em extraordinário”, durante o encontro proporcionado pela incorporadora Daxo, no hotel Nomaa, em Curitiba, sob o tema “A Nova Era do Mercado de Luxo e o Impacto desse posicionamento para o mercado imobiliário”.

A incorporadora lidera o maior movimento de valorização do Balneário Piçarras, fruto dessa antecipação de tendências sobre o perfil de balneário boutique do local.  “Balneário Piçarras deve crescer significativamente nos próximos anos. A localização antecede um engarrafamento monstruoso e é sinônimo de rota de fuga para as demais praias do litoral catarinense”, explicou.

Carlos Ferreirinha e Adriano Tadeu Barbosa

Na visão de Ferreirinha, Balneário Piçarras sempre teve tudo para elevar o nível da régua e a Daxo fez a tradução simultânea desse contexto que colocou a casa no centro de tudo. “A maior parte das pessoas lidava com uma situação de não ter tempo de ficar em casa. Nos últimos anos, o tempo que havia para casa estávamos compartilhando com o tempo do trânsito, hotel, viagem e clube. Com a pandemia, a casa ocupa o epicentro do protagonismo, que nunca tinha acontecido desde a Revolução Industrial”.

Carlos Ferreirinha contextualizou que a extrema concentração de riqueza desse período e a pressão inflacionária têm como um dos desdobramentos a necessidade de movimentar o dinheiro. “Com o dinheiro se movimentando, a primeira atividade a se beneficiar é a imobiliária”. Ele defendeu que esse é um momento muito oportuno para tudo aquilo que de alguma forma vai corroborar com a inteligência de movimentos de consumos aspiracionais. “Vivemos uma profunda janela de oportunidades para tudo que é relacionado com luxo, alto padrão e prestígio. Vivemos a melhor venda do metro quadrado imobiliário, de alto padrão imobiliário da história do Brasil. Não é o melhor momento dos últimos anos, mas da história no mundo e no Brasil”. 

Leandro Crepaldi, Mariane Caponi e Carlos Ferreirinha


Nova era em curso

Oportunidades que exigem uma velocidade de tradução dos códigos muito rápida. “A vida não volta ao que era antes, não por um milagre do vírus, mas porque evoluímos e potencializamos uma série de mudanças”. Ele considera “ingenuidade projetar um reset do mundo com a pandemia”. “Diversidade e inclusão, transformação digital são conceitos não exatamente novos e que reverberaram com a pandemia”. Na relação de movimentos que sinalizam há anos essa nova era ele citou o Instagram, que já tem 11 anos, a cantora empresária Rihanna, principalmente pelo seu lado empreendedor, ter se tornado oficialmente bilionária, e a cantora Beyoncé ser a primeira mulher negra a usar o diamante da Tiffany & Co de 128,54 quilates, encontrado na África do Sul em 1877. 

Ferreirinha e Thay Milani
Ele chama atenção para outros dois recortes que serão os mais expressivos dos próximos anos. O primeiro, a jovialidade na longevidade. O envelhecimento ativo. “As pessoas vão viver mais, ter mais tempo de aproveitar suas casas e descobrir novos interesses”. O segundo recorte diz respeito a Geração Z (nascidos entre 1995 e 2010). “A geração nascida na Internet, que tem uma modelagem digital que se atualiza em segundos, vai mudar tudo o que temos de dinâmica de mercado. Duas gerações que serão transformadoras”. 

Ferreirinha e Márcia Toccafondo.
Por conta de tudo isso, que se faz urgente a necessidade do atendimento e relacionamento estabeleceram um diálogo de experiências. “Olhando de forma transversal, precisamos gerar experiências. O maior desafio dos próximos anos é nos tornarmos marcas, profissionais, produtos e serviços que inspiram as pessoas”. Carlos Ferreirinha mencionou ainda que, a realização da Conexão Daxo demonstrou essa percepção do foco não estar no método construtivo ou em processos. “O código não é método construtivo, mas, sim, educar as pessoas sobre outra perspectiva. Levá-las a perceber outros tipos de relações com o espaço. Claro que o produto precisa ser no mínimo extraordinário”, complementa.

Crédito das imagens: Gustavo Sguissardi

Postagens mais visitadas deste blog

Curitiba 18💙18 distribui 270 toneladas de alimentos

  Campanha de financiamento coletivo arrecada R$ 991.841 em 18 dias em prol de ONGs de Curitiba e Região Metropolitana. Uma campanha em torno do número cabalístico 18. Assim foi a Curitiba 18 18 , uma iniciativa da Comunidade Israelita do Paraná, que foi abraçada por muitos curitibanos, pessoas físicas e jurídicas.   A ação foi inspirada na campanha original de São Paulo, realizada algumas semanas antes. A arrecadação total pela plataforma de financiamento coletivo Benfeitoria foi de R$ 991.841,00, que estão sendo transformados em 270 toneladas de alimentos para mais de 9 mil famílias.   A distribuição já começou e continuará nas próximas semanas, com o apoio logístico da Trans Pizzatto. O número 18 foi escolhido por simbolizar a vida, transformando alimentos em esperança para as famílias mais necessitadas, situação agravada pela pandemia. “18 simboliza ‘chai’, que é vida em hebraico. E o coração, uma ponte para outra vida. Pessoas ajudando pessoas. Uma forma de honrar essa terra que t

Conheça os eventos na Itália e na França que vão celebrar Leonardo da Vinci em 2019

Com 28 de anos de história a Teresa Perez Tours é especialista em criar e reinventar roteiros personalizados e não poderia ficar de fora das comemorações dos    500 anos da morte de Leonardo Da Vinci , no  ano de 2019.  Da Vinci,  considerado, graças às suas contribuições em praticamente todos os campos do conhecimento humano, um dos artistas mais completos que o mundo já conheceu. O gênio italiano morreu no dia 2 de maio de 1519 e, como não poderia deixar de ser, o tema vai inspirar atrações ao longo do ano na Itália, país de origem do artista, e na França, onde passou os últimos dias de sua vida. Na programação, mais de 500 eventos com o objetivo de criar um movimento popular e artístico através de uma programação variada, que aborda temas relacionados à figura do artista e ao Renascimento - período em que viveu -, como arquitetura, gastronomia, artesanato, ciência e inovações tecnológicas.   Legado e raízes na Itália Na Itália, uma série de celebrações estão planejadas e du

Brasil abre 2018 com 16 prêmios para os espumantes brasileiros na Espanha

Vinhos e espumantes são reconhecidos por júri internacional formado por 40 experts A conquista de mais prêmios internacionais para vinhos e espumantes brasileiros começou mais cedo este ano. O país verde e amarelo acaba de conquistar 16 medalhas no Concurso Internacional de Vinos y Espirituosos (CINVE) 2018 , realizado de 12 a 14 de fevereiro no Complexo Cultural de São Francisco, na cidade de Cáceres, na Espanha. A entrega da premiação acontecerá dia 13 de abril no Hotel Villamagna, em Madri .   O concurso reuniu 705 amostras de 14 países. Um júri formado por 40 experts distinguiu quatro vinhos e 12 espumantes brasileiros . O diretor da Associação Brasileira de Enologia (ABE), enólogo Marcos Gabbardo, esteve representando o Brasil e destaca que foi possível avaliar, principalmente, vinhos da Península Ibérica, além de produtores do Novo Mundo e Velho Mundo. “Todas as avaliações foram realizadas às cegas por jurados internacionais, permitindo a valorização da diversidade e qual