Pular para o conteúdo principal

Vinhos da RAR recebem medalha de menção honrosa em competição internacional, realizada em Londres

O Riserva di Famiglia 2018, e o Collezione Pinot Noir 2019 competiram com rótulos de mais de 50 países na International Wine Challenge, realizada em abril deste ano em testes às cegas.


Dois vinhos da RAR, idealizada por Raul Anselmo Randon, garantiram o reconhecimento de menção honrosa na International Wine Challenge, tida como a competição de vinhos mais influente, imparcial e rigorosamente avaliada do mundo, realizada em Londres, em abril deste ano. Os rótulos Riserva di Famiglia 2018 e Collezione Pinot Noir 2019, competiram com vinhos de mais de 50 países e foram julgados por um painel de especialistas internacionais em uma degustação às cegas de duas semanas, realizada sob as medidas de segurança da Covid.

Conforme o diretor-superintendente da RAR, Sergio Martins Barbosa, a International Wine Challenge é uma competição diferente pois julga cada rótulo por sua fidelidade ao estilo, região e safra. “Um vinho vencedor de medalhas do IWC é degustado por um mínimo de oito juízes. O processo rigoroso é respeitado pelos varejistas e compradores internacionais de vinho e abre as portas para o comércio internacional”, explica o executivo.

Os rótulos da RAR têm recebido destaque pelo diferencial de seu terroir, que se reflete em vinhos de muita personalidade, produzidos a partir de vinhedos localizados na Região dos Campos de Cima da Serra, no Rio Grande do Sul. A altitude de mil metros proporciona um clima frio, com grandes diferenças de temperatura entre o dia e a noite, propiciando uma maturação lenta das uvas, com alta concentração de cor e taninos.

O Riserva di Famiglia é elaborado com uvas Cabernet Sauvignon e Merlot, já o Collezione Pinot Noir é produzido com a variedade que tem origem na França, mas se adaptou bem à região onde a RAR cultiva seus vinhedos. “Nosso Pinot Noir é realmente diferenciado, pois passa pelo processo de envelhecimento durante seis meses em barricas novas de carvalho francês”, conta.

RAR

A RAR foi idealizada por Raul Anselmo Randon na década de 1970, com origem na fruticultura, especialmente o cultivo e a exportação de maçã. Atualmente é a terceira maior produtora e comercializadora da fruta no Brasil. Já em 1990 a empresa montou a primeira fábrica de queijo Tipo Grana fora da Itália, a marca Gran Formaggio. O portfólio possui uma linha de importados composta por queijos e acetos italianos, presuntos e salames italianos e espanhóis, e azeites de oliva chilenos. A parte de derivados é constituída por creme de leite fresco, manteiga e queijo parmesão. A empresa, com sede em Vacaria (RS), ainda conta com linha de 19 rótulos entre vinhos e espumantes e azeite de oliva a partir de produção própria. Esses e outros produtos com a qualidade RAR podem ser encontrados na loja virtual www.spacciorar.com.br.

Foto: Divulgação.


Postagens mais visitadas deste blog

Curitiba 18💙18 distribui 270 toneladas de alimentos

  Campanha de financiamento coletivo arrecada R$ 991.841 em 18 dias em prol de ONGs de Curitiba e Região Metropolitana. Uma campanha em torno do número cabalístico 18. Assim foi a Curitiba 18 18 , uma iniciativa da Comunidade Israelita do Paraná, que foi abraçada por muitos curitibanos, pessoas físicas e jurídicas.   A ação foi inspirada na campanha original de São Paulo, realizada algumas semanas antes. A arrecadação total pela plataforma de financiamento coletivo Benfeitoria foi de R$ 991.841,00, que estão sendo transformados em 270 toneladas de alimentos para mais de 9 mil famílias.   A distribuição já começou e continuará nas próximas semanas, com o apoio logístico da Trans Pizzatto. O número 18 foi escolhido por simbolizar a vida, transformando alimentos em esperança para as famílias mais necessitadas, situação agravada pela pandemia. “18 simboliza ‘chai’, que é vida em hebraico. E o coração, uma ponte para outra vida. Pessoas ajudando pessoas. Uma forma de honrar essa terra que t

Conheça os eventos na Itália e na França que vão celebrar Leonardo da Vinci em 2019

Com 28 de anos de história a Teresa Perez Tours é especialista em criar e reinventar roteiros personalizados e não poderia ficar de fora das comemorações dos    500 anos da morte de Leonardo Da Vinci , no  ano de 2019.  Da Vinci,  considerado, graças às suas contribuições em praticamente todos os campos do conhecimento humano, um dos artistas mais completos que o mundo já conheceu. O gênio italiano morreu no dia 2 de maio de 1519 e, como não poderia deixar de ser, o tema vai inspirar atrações ao longo do ano na Itália, país de origem do artista, e na França, onde passou os últimos dias de sua vida. Na programação, mais de 500 eventos com o objetivo de criar um movimento popular e artístico através de uma programação variada, que aborda temas relacionados à figura do artista e ao Renascimento - período em que viveu -, como arquitetura, gastronomia, artesanato, ciência e inovações tecnológicas.   Legado e raízes na Itália Na Itália, uma série de celebrações estão planejadas e du

Brasil abre 2018 com 16 prêmios para os espumantes brasileiros na Espanha

Vinhos e espumantes são reconhecidos por júri internacional formado por 40 experts A conquista de mais prêmios internacionais para vinhos e espumantes brasileiros começou mais cedo este ano. O país verde e amarelo acaba de conquistar 16 medalhas no Concurso Internacional de Vinos y Espirituosos (CINVE) 2018 , realizado de 12 a 14 de fevereiro no Complexo Cultural de São Francisco, na cidade de Cáceres, na Espanha. A entrega da premiação acontecerá dia 13 de abril no Hotel Villamagna, em Madri .   O concurso reuniu 705 amostras de 14 países. Um júri formado por 40 experts distinguiu quatro vinhos e 12 espumantes brasileiros . O diretor da Associação Brasileira de Enologia (ABE), enólogo Marcos Gabbardo, esteve representando o Brasil e destaca que foi possível avaliar, principalmente, vinhos da Península Ibérica, além de produtores do Novo Mundo e Velho Mundo. “Todas as avaliações foram realizadas às cegas por jurados internacionais, permitindo a valorização da diversidade e qual