Programação do Afetos, da Casa Natura Musical, se soma aos projetos de incentivo e visibilidade aos povos originários fomentados por Natura Musical

Com o tema "Nada Pode Nos Parar", série recebe os artistas Kaê Guajajara e Edivan Fulni-ô. 

Edivan Fulni-ô é artista indígena, cantor e compositor.

Comemorado no dia 19 de abril, o Dia da Diversidade Indígena reforça a importância do olhar para a multiplicidade dos povos originários e suas buscas pela preservação e respeito das tradições, organizações e saberes. Para marcar a data, o mês de abril será composto por ações da Casa Natura Musical e da plataforma Natura Musical que objetivam dar visibilidade e amplificar as vozes de pessoas e ações representativas desta comunidade.

Um dos destaques será uma edição do projeto Afetos com Kaê Guajajara (@kaeguajajara) e Edivan Fulni-ô (@edivanfulnio) no dia 22 de abril, quinta-feira, 19h, no Instagram @casanaturamusical. O tema do Afetos em abril é Nada Pode Nos Parar e a curadoria reúne convidados que se destacaram no ano, criando e experimentando com os novos meios de produção artística.

O projeto, concebido em abril de 2020, traz para as telas um bate-papo de camarim íntimo e acolhedor compartilhado com o público. É possível assistir às edições anteriores do Afetos pelo IGTV da Casa e no seu canal do YouTube - rede em que também estão disponíveis vídeos com outros projetos criados pelo equipamento cultural. Na editoria da Casa em que artistas recomendam os trabalhos de outros artistas, o Artista Indica Artista, o foco do mês será em integrantes de povos originários.

Com ações afirmativas que também contemplam o próprio conceito curatorial de Natura Musical, a plataforma fomenta projetos artísticos de nomes como Kunumi MC, rapper indígena, morador da Aldeia Krukutu (SP), que trabalha para o lançamento do disco "Nhemongarai"; Dessa Ferreira, artista afro-indígena que fará o lançamento de clipes e lives que giram em torno do EP Pulso; a Mostra Pankararu de Música, iniciativa do povo Pankararu, que realiza capacitação profissional, shows e imersão artística na Aldeia Bem Querer de Cima, em Pernambuco, a cantora e compositora Djuena Tikuna com o projeto TORÜ WIYAEGÜ, que propõe registrar a música tradicional do povo Tikuna, do Amazonas, em livro e CD.

Sobre os artistas convidados do Afetos

Kaê Guajajara
Kaê é indigena do povo Guajajara. Cantora, compositora, atriz e autora do livro Descomplicando com Kaê Guajajara - O que você precisa saber sobre os povos originários e como ajudar na luta anti-racista.

Edivan Fulni-ô
Artista indígena, cantor e compositor, relata em suas canções a realidade dos povos originários, em especial os indígenas nordestinos. Promove assim a quebra dos estereótipos, o contexto histórico, contemporâneo e a Florestania (a floresta como sujeito), além de abordar questões gerais das relações entre humanos e o meio ambiente. Edivan mergulha em vários estilos musicais, do pop rock ao eletrônico, sem perder a identidade indígena. Suas composições comovem como louvores de luta, clamores de consciência e transe em desromantização do cotidiano indígena, que é sagrado.

Casa Natura Musical
Com mais de 400 shows de 200 artistas diferentes, a Casa Natura Musical completa três anos em 2020. Inaugurada em maio de 2017, a Casa dá voz a diferentes ritmos, movimentos e artistas por meio de uma programação pulsante e plural. Mais que uma casa de shows, a Casa Natura Musical atua como um equipamento cultural, promovendo reflexões com o público em busca de um mundo mais diverso, inclusivo e sustentável através de shows, eventos especiais, mostras de arte digital e conteúdos nos canais de comunicação.

Sobre a Natura Musical
Natura Musical é a plataforma de cultura da marca Natura. Desde seu lançamento, em 2005, o programa investiu cerca de R$ 159 milhões no patrocínio de mais de 500 projetos - entre trabalhos de grandes nomes da música brasileira, lançamento e consolidação de novos artistas e projetos de fomento à cenas e impacto social positivo. Os trabalhos artísticos renovam o repertório musical do País e são reconhecidos em listas e premiações nacionais e internacionais. Em 2020, o edital do Natura Musical selecionou 43 projetos em todo o Brasil e promoveu mais de 300 produtos e experiências musicais, entre lançamentos de álbuns, clipes, lives, festivais digitais, oficinas e conferências. Em São Paulo, a Casa Natura Musical se tornou uma vitrine permanente da música brasileira, com uma programação contínua de lives, performances, bate-papos e conteúdos exclusivos, agora digitalmente.

Foto: Divulgação.

Comentários