Malbec World Day será comemorado dia 17 de abril

 Golden Reserve Malbec 2018 é a sugestão da Trivento Bodegas para celebrar a data.

Falar de vinho Malbec é falar de Argentina e da evolução espetacular que esta variedade obteve no país, a partir de 1853 quando a indústria vitivinícola local ganhou impulso ao aprovar o projeto de introdução da cepa de origem francesa. É daí que surge a comemoração do Malbec World Day, que será celebrado no próximo sábado, dia 17 de abril, momento oportuno para abrir Malbecs que representam essa história.

No exclusivo portfolio da Trivento Bodegas Y Viñedo destacam-se vinhos que preservam o caráter do terroir de Mendoza, em especial, Trivento Golden Reserve Malbec 2018, rótulo premiado, que recentemente obteve 97 pontos e medalha de platina pelo site Decanter. Apresenta um nariz genuíno com matizes de frutas vermelhas. Em boca, é um vinho com bom corpo, boa presença de fruta, que apresenta fluidez, permite excelente evolução em garrafa e  guarda prolongada.

(www.encontrevinhos.com.br , preço sugerido R$ 169,00)


Para esta colheita realizada em 2018, o enólogo Germán Di Cesare chegou à   60.000 caixas de 9 litros, distribuídos recentemente nos mercados do munto inteiro, incluindo Reino Unido, Estados Unidos, Canadá, Suíça, Dinamarca, Brasil e Argentina. Com o bom desempenho da safra de 2018, a Trivento planeja aumentar lentamente a produção, entre 3% e 5% a cada ano. Isso significa  adicionar uvas de um ou dois vinhedos ao processo de produção, comenta Di Cesare .

A Trivento tem um programa de plantio em Luján de Cuyo, onde adquire suas uvas para o rótulo  Golden Reserve. No entanto, os vinhedos devem atingir a maturidade necessária antes que Di Cesare considere usá-los no lote.“São necessários cerca de cinco a sete anos antes de podermos colocá-lo em produção”, diz Di Cesare, observando que as vinhas mais velhas dão equilíbrio e concentração aos vinhos, algo que ele deseja manter.

Como Trivento Golden Reserve mudou

Usando um blend de uvas de diferentes regiões em  Luján de Cuyo, como Perdriel, Vistalba, Agrelo e Las Compuertas, a Trivento mira refletir “o lugar” e a origem com Golden Reserve Malbec 2018. Envolvida no projeto desde 2002, altura em que foram lançados os vinhos da safra 2000 - primeira vindima do Golden Reserve, a Bodega buscou o estilo argentino colhendo uvas mais cedo, reduzindo a duração das macerações e diminuindo a quantidade de carvalho novo utilizado para manter os vinhos.

“Costumávamos colher no final de abril, manter nossos vinhos em carvalho por mais de 12 a 15 meses e usar 100% carvalho novo”, disse ele. “A maceração pode durar até 40 dias. Os vinhos eram muito concentrados, maduros e com muito caráter de carvalho, e tinham taninos que precisavam de tempo de garrafa. Reduzimos o teor de álcool em 1% ABV e agora usamos apenas 20-25% de carvalho novo. É a nossa curva de aprendizado e parte da nossa história, e o lema é respeitar o lugar, criar uma identidade”, disse o enólogo.  No entanto, ele afirma que o país precisa de mais tempo para produzir seu próprio estilo. Os produtores estão plantando em novas áreas, que ainda não atingiram a maturidade, e o clima também está mudando. “Temos que prestar atenção a cada safra, pois as mudanças estão acontecendo muito rápido”, disse Di Cesare.

Sobre a Trivento

O prestígio dos rótulos de alta gama da Trivento tais como Eolo, Trivento Golden Reserve, Trivento Private Reserve e Trivento Reserve é atestado pelo reconhecimento internacional que vêm recebendo ao longo dos anos, fruto de investimento contínuo e tecnologia, infraestrutura e expertise. A vinícola fortaleceu sua posição em mais de 100 mercados no mundo, conquistando seu lugar entre os principais exportadores de vinhos do país.

Desde 2013, é a marca de vinhos argentina mais vendida na Europa. Os locais onde ficam os 1579 hectares da Trivento – cerca de 10 vinhedos - foram selecionados com o máximo cuidado. Essas terras possuem uma ampla variedade de topografia e microclimas, e são distribuídas em quatro microrregiões distintas: Vale do Uco (581 Ha) Vale Luján-Maipú (530 Ha), Vale do Leste (238 Ha) e Vale do Norte (230 Ha).

Trivento significa três ventos: os ventos Polar, Zonda e Sudestada sopram na terra ensolarada e árida de Mendoza. Cada um dos três, agitam e perfuram a calma íntima de Mendoza, deixando sua marca em seus vinhos.

Crédito das fotos: divulgação.


Comentários