Pular para o conteúdo principal

Vinhos saborosos para o Mês da Mulher

 Selecionamos 7 vinhos para celebrar! Escolha o que mais agrada o seu paladar.


No próximo dia 8 de março comemora-se o Dia Internacional da Mulher e nada melhor do que uma boa garrafa de vinho para celebrar essa data tão significativa. Selecionamos 7 rótulos, entre espumante, branco, rosés e tintos, para você escolher o que mais agrada o seu paladar. Todos os vinhos são trazidos ao Brasil pelas importadoras Porto a Porto e Casa Flora.

 


Começando pelo famoso cava espanhol, o Don Román Rosé é um espumante seco, frutado e com boa persistência. Escolha ideal para acompanhar massas leves e queijos de meia cura, além de ser uma delícia quando degustado sozinho. Sua cor é cereja claro, com ótima perlage (bolhas) e aroma de frutas vermelhas maduras. 

 


Ainda da Espanha, o Chan de Rosas Albariño Clásico é um vinho branco excelente sozinho ou para acompanhar pratos à base de fruto do mar.  O solo granítico e o clima atlântico da região da Galícia conferem deliciosas notas frutadas e florais. Ótima opção para ter em sua adega!

 


Passando para os rosés, o Numbered Edition é um vinho elaborado na Rioja, a mais destacada região produtora da Espanha. Trata-se de uma edição limitada e numerada, ou seja, cada garrafa possui um rótulo único. Apresenta cor rosa claro, é seco, fresco e frutado, ótima opção para acompanhar aperitivos e queijos diversos.

 


Francês da prestigiada região de Bordeaux, o Le Rosé de Floridene permanece entre 5 e 6 meses em contato com as borras antes do engarrafamento, um processo que confere maior complexidade de aromas e sabores ao vinho. Apresenta intenso aroma de groselha, maracujá e morango, é seco e saboroso, ideal para acompanhar aperitivos e pratos à base de peixes.

 


Monsaraz Rosé DOC Alentejo é um rosé fresco e equilibrado, elaborado em Portugal. Harmoniza com saladas, mariscos, peixes grelhados e sushi. Um vinho versátil, elegante e fácil de agradar aos mais diversos paladares.

 


Argentino frutado e macio, o tinto Alfredo Roca Fincas Pinot Noir passa por um breve estágio em barris de carvalho, o que confere ainda mais equilíbrio e elegância ao rótulo. Apresenta aroma de frutas frescas e é ideal para ser servido com aves e massas com molho vermelho.

 


Nossa última dica é o Céfiro Cool Reserve Pinot Noir, tinto chileno que estagia durante 6 meses em barricas de carvalho francês e possui aromas de cereja e chocolate. Em boca é seco, leve e de excelente frescor, ideal para acompanhar tartare de atum e massas com molhos leves.

 

Em Curitiba, preço sugerido:

Cava Don Román Rosé: R$ 81,90

Chan de Rosas Albariño Clásico: R$ 136,90

Numbered Edition: R$ 38,90

Le Rosé de Floridene: R$ 97,90

Monsaraz Rosé DOC Alentejo: R$ 49,90

Alfredo Roca Fincas Pinot Noir: R$ 57,90

Céfiro Cool Reserve Pinot Noir: R$ 87,90

 

 

Em Curitiba, onde encontrar:

Adega Brasil, Adega Curitibana, Armazém 71, Condor e Festval.

Fotos:divulgação.

Postagens mais visitadas deste blog

Curitiba 18💙18 distribui 270 toneladas de alimentos

  Campanha de financiamento coletivo arrecada R$ 991.841 em 18 dias em prol de ONGs de Curitiba e Região Metropolitana. Uma campanha em torno do número cabalístico 18. Assim foi a Curitiba 18 18 , uma iniciativa da Comunidade Israelita do Paraná, que foi abraçada por muitos curitibanos, pessoas físicas e jurídicas.   A ação foi inspirada na campanha original de São Paulo, realizada algumas semanas antes. A arrecadação total pela plataforma de financiamento coletivo Benfeitoria foi de R$ 991.841,00, que estão sendo transformados em 270 toneladas de alimentos para mais de 9 mil famílias.   A distribuição já começou e continuará nas próximas semanas, com o apoio logístico da Trans Pizzatto. O número 18 foi escolhido por simbolizar a vida, transformando alimentos em esperança para as famílias mais necessitadas, situação agravada pela pandemia. “18 simboliza ‘chai’, que é vida em hebraico. E o coração, uma ponte para outra vida. Pessoas ajudando pessoas. Uma forma de honrar essa terra que t

Conheça os eventos na Itália e na França que vão celebrar Leonardo da Vinci em 2019

Com 28 de anos de história a Teresa Perez Tours é especialista em criar e reinventar roteiros personalizados e não poderia ficar de fora das comemorações dos    500 anos da morte de Leonardo Da Vinci , no  ano de 2019.  Da Vinci,  considerado, graças às suas contribuições em praticamente todos os campos do conhecimento humano, um dos artistas mais completos que o mundo já conheceu. O gênio italiano morreu no dia 2 de maio de 1519 e, como não poderia deixar de ser, o tema vai inspirar atrações ao longo do ano na Itália, país de origem do artista, e na França, onde passou os últimos dias de sua vida. Na programação, mais de 500 eventos com o objetivo de criar um movimento popular e artístico através de uma programação variada, que aborda temas relacionados à figura do artista e ao Renascimento - período em que viveu -, como arquitetura, gastronomia, artesanato, ciência e inovações tecnológicas.   Legado e raízes na Itália Na Itália, uma série de celebrações estão planejadas e du

Brasil abre 2018 com 16 prêmios para os espumantes brasileiros na Espanha

Vinhos e espumantes são reconhecidos por júri internacional formado por 40 experts A conquista de mais prêmios internacionais para vinhos e espumantes brasileiros começou mais cedo este ano. O país verde e amarelo acaba de conquistar 16 medalhas no Concurso Internacional de Vinos y Espirituosos (CINVE) 2018 , realizado de 12 a 14 de fevereiro no Complexo Cultural de São Francisco, na cidade de Cáceres, na Espanha. A entrega da premiação acontecerá dia 13 de abril no Hotel Villamagna, em Madri .   O concurso reuniu 705 amostras de 14 países. Um júri formado por 40 experts distinguiu quatro vinhos e 12 espumantes brasileiros . O diretor da Associação Brasileira de Enologia (ABE), enólogo Marcos Gabbardo, esteve representando o Brasil e destaca que foi possível avaliar, principalmente, vinhos da Península Ibérica, além de produtores do Novo Mundo e Velho Mundo. “Todas as avaliações foram realizadas às cegas por jurados internacionais, permitindo a valorização da diversidade e qual