Volume de espumantes supera o de vinhos finos

 Dos 6,4 milhões de litros vendidos em outubro, 72% é de espumantes.A chegada da primavera e a aproximação das festas de final de ano já refletem na mudança da escolha de compra do consumidor quando o assunto é bebida. Mesmo com excelente desempenho, os vinhos finos cederam a liderança em volume mensal para as borbulhas, que no mês de outubro correspondem a 72% das garrafas comercializadas, o equivalente a 4,6 milhões de litros. Mesmo assim, o incremento em relação ao mesmo período de 2019, quando foram vendidos 4,5 milhões de litros, não chega a 4%.

Se considerarmos o intervalo de janeiro a outubro deste ano, foram vendidos 14,8 milhões de litros de espumantes, sendo 8,6 de brut (-3,80% em relação a 2019) e 6,2 de moscatel (17,38% se comparado ao ano anterior). A expectativa da União Brasileira de Vitivinicultura (Uvibra) é que as vendas de espumantes sigam na crescente, diante do Ano Novo que se aproxima, mesmo em meio a uma pandemia global. “As pessoas não vão deixar de brindar o término de 2020, para se despedir de todas incertezas e dificuldades que este ano nos trouxe, depositando em 2021 toda esperança necessária para um futuro melhor. Nosso desejo é que o Ano Novo chegue repleto de saúde, trazendo mais uma grande safra para que possamos brindar juntos um ano de retomada e de esperança”, espera o presidente da Uvibra, Deunir Argenta.

 

Mas 2020, o ano da ‘Safra das Safras’, pode ser considerado também o momento em que os brasileiros descobriram o vinho brasileiro. Por uma série de fatores como a alta do dólar, a percepção da qualidade, o aumento da competitividade, a mudança de comportamento no hábito do consumidor, a melhor distribuição e a facilidade no acesso com o uso de ferramentas, o consumidor está aberto a viver novas experiências, a fazer descobertas, a degustar o diferente, o novo. E o Brasil tem tudo isso. Hoje, 26 regiões produtoras de 10 estados brasileiros elaboram vinhos, espumantes e sucos de uva de diferentes estilos e categorias, para distintos apreciadores e momentos.

 

A grande performance do ano, mesmo que as vendas registrem uma queda de -13,16% de setembro a outubro, vai para os vinhos finos que brindam um incremento de 60,40% nos 10 meses de 2020 em comparação a 2019. São 20,8 milhões de litros contra 12,9 no ano passado. Se equiparado a 2016, um dos anos que servem como referência do setor, o aumento é de 25,73%.

 

COMERCIALIZAÇÃO DE VINHOS FINOS, ESPUMANTES E SUCO DE UVA ELABORADOS NO RIO GRANDE DO SUL – MERCADO INTERNO 2020 (litros)

 

PRODUTOS

OUTUBRO

REPRESENTATIVIDADE

NO ANO

JAN A OUT

Vinhos Finos

1.787.791

8,57 %

20.849.232

Espumantes (Brut)

2.676.779

30,93 %

8.655.001

Espumantes (Moscatéis)

1.976.840

31,71%

6.235.067

Suco de Uva *

18.021.698

13,05%

138.063.973

 

* Suco de Uva (Natural/Integral, Reprocessado/Reconstituído, Adoçado e Concentrado)

Fonte: SISDEVIN/SEAPDR | Elaboração: Uvibra – Dados coletados em 14 de novembro de 2020.

 

IMPORTAÇÃO DE VINHOS FINOS, ESPUMANTES E SUCO DE UVA 2020 (litros)

PRODUTOS

JAN A OUT

% 2020/2019

Vinhos Finos

115.195.526

22,47%

Espumantes

3.686.225

-22,75%

Suco de Uva

28.180

-59,84%

 

Fonte: Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços

 

Imagem: Divulgação Uvibra

Comentários