Pular para o conteúdo principal

Sommelière da Evino dá dicas para harmonização de churrasco e vinhoS

 O Dia dos Pais está chegando e a melhor forma de celebrar a data ainda é com o churrasco no final de semana - fisicamente ou compartilhando o momento em uma vídeochamada, respeitando o momento de reclusão. Neste ano já tão diferente e de novos hábitos, que tal deixar a cerveja de lado e experimentar algo novo: abrir um bom vinho para acompanhar as carnes e celebrar a data, mesmo que à distância?

Apesar de ser uma combinação ainda desconhecida por muitos, o vinho combina muito bem com churrasco. "Um dos grandes aliados nessa harmonização é o sal, pois devido à sua capacidade de alterar a textura do vinho, torna a bebida mais palatável e até mesmo mais frutada", explica Jessica Marinzeck, sommelière da Evino. "Por causa desta característica do sal, é comum encontrarmos harmonizações de vinhos tintos com taninos mais marcados e carnes vermelhas", afirma.

Mas não são só os tintos que combinam com o churrasco - os diferentes tipos de carne pedem vinhos diferentes. "As mais gordurosas, como as de porco, combinam melhor com vinhos mais ácidos, podendo ser tintos ou até brancos. Já as vermelhas mais magras formam um bom par com tintos com pouca presença de taninos", afirma a sommelière. As carnes brancas também não ficam de fora. "Nesses casos, podemos ir para o tradicional vinho branco, ou tintos mais leves, como aqueles feitos com Gamay ou Pinot Noir", diz Jessica.
Quer algumas dicas para celebrar o Dia dos Pais com um bom churrasco e vinhos? A Evino te ajuda com seis sugestões de harmonizações que não têm erro:

Carnes vermelhas e Malbec
Para as mais clássicas do churrasco, Jessica recomenda um vinho coringa e famoso por sua harmonização com carnes - o Malbec. "Esses vinhos são ótimos devido à sua forte estrutura e robustez, ideais para acompanhar os diferentes tipos de carne vermelha em um churrasco", afirma a sommelière.

Uma ótima opção é o Goulart W Winemaker Winehunter Malbec, tinto saboroso e robusto, de cultivo cuidadoso e orgânico, perfeito para harmonizar com carnes grelhadas.

Carnes brancas e Chardonnay
Para trazer equilíbrio e frescor nessa combinação, o ideal é seguir com vinhos branco, como um bom Chardonnay. "Como possuem sabor mais delicado, essas proteínas normalmente são acompanhadas por vinhos leves para que não roubem o sabor do prato", explica Jessica.
Para essa harmonização, aposte em um Las Rocas Chardonnay Valle Central 2019, branco saboroso, frutado e com um leque de aromas sem comparação. Este vinho também combina muito bem com o pão de alho, que tem se tornado protagonista em muitos churrascos.

Linguiça e rosé
"A linguiça, em geral, não possui sabores acentuados e conta com um leve teor de gordura. Portanto, um vinho rosé é um bom par para equilibrar ambas as características", afirma a sommelière. O Cruzeiro Rosado Vinho Verde é um bom acompanhamento e serve também para aquelas linguiças mais apimentadas, que pedem um vinho menos alcoólico.

Costela e Carménère
"A costela é uma carne mais gordurosa e macia, por isso seu par perfeito são tintos de acidez alta, com notas mais defumadas e de especiarias, como o Carménère", afirma a sommelière. Uma recomendação é o Valle de Atacama Single Vineyard Carménère 2019vinho equilibrado e frutado, com taninos aveludados e final longo.

Queijo coalho e Sauvignon Blanc
"O azedinho do queijo coalho e sua textura, além de uma possível adição de ervas aromáticas, vão muito bem com um Sauvignon Blanc", afirma a sommelière. Uma sugestão é o Parras del 43 Sauvignon Blanc Central Valley D.O. 2019vinho refrescante e com notas herbáceas.
Foto: divulgação.

Postagens mais visitadas deste blog

Curitiba 18💙18 distribui 270 toneladas de alimentos

  Campanha de financiamento coletivo arrecada R$ 991.841 em 18 dias em prol de ONGs de Curitiba e Região Metropolitana. Uma campanha em torno do número cabalístico 18. Assim foi a Curitiba 18 18 , uma iniciativa da Comunidade Israelita do Paraná, que foi abraçada por muitos curitibanos, pessoas físicas e jurídicas.   A ação foi inspirada na campanha original de São Paulo, realizada algumas semanas antes. A arrecadação total pela plataforma de financiamento coletivo Benfeitoria foi de R$ 991.841,00, que estão sendo transformados em 270 toneladas de alimentos para mais de 9 mil famílias.   A distribuição já começou e continuará nas próximas semanas, com o apoio logístico da Trans Pizzatto. O número 18 foi escolhido por simbolizar a vida, transformando alimentos em esperança para as famílias mais necessitadas, situação agravada pela pandemia. “18 simboliza ‘chai’, que é vida em hebraico. E o coração, uma ponte para outra vida. Pessoas ajudando pessoas. Uma forma de honrar essa terra que t

Conheça os eventos na Itália e na França que vão celebrar Leonardo da Vinci em 2019

Com 28 de anos de história a Teresa Perez Tours é especialista em criar e reinventar roteiros personalizados e não poderia ficar de fora das comemorações dos    500 anos da morte de Leonardo Da Vinci , no  ano de 2019.  Da Vinci,  considerado, graças às suas contribuições em praticamente todos os campos do conhecimento humano, um dos artistas mais completos que o mundo já conheceu. O gênio italiano morreu no dia 2 de maio de 1519 e, como não poderia deixar de ser, o tema vai inspirar atrações ao longo do ano na Itália, país de origem do artista, e na França, onde passou os últimos dias de sua vida. Na programação, mais de 500 eventos com o objetivo de criar um movimento popular e artístico através de uma programação variada, que aborda temas relacionados à figura do artista e ao Renascimento - período em que viveu -, como arquitetura, gastronomia, artesanato, ciência e inovações tecnológicas.   Legado e raízes na Itália Na Itália, uma série de celebrações estão planejadas e du

Brasil abre 2018 com 16 prêmios para os espumantes brasileiros na Espanha

Vinhos e espumantes são reconhecidos por júri internacional formado por 40 experts A conquista de mais prêmios internacionais para vinhos e espumantes brasileiros começou mais cedo este ano. O país verde e amarelo acaba de conquistar 16 medalhas no Concurso Internacional de Vinos y Espirituosos (CINVE) 2018 , realizado de 12 a 14 de fevereiro no Complexo Cultural de São Francisco, na cidade de Cáceres, na Espanha. A entrega da premiação acontecerá dia 13 de abril no Hotel Villamagna, em Madri .   O concurso reuniu 705 amostras de 14 países. Um júri formado por 40 experts distinguiu quatro vinhos e 12 espumantes brasileiros . O diretor da Associação Brasileira de Enologia (ABE), enólogo Marcos Gabbardo, esteve representando o Brasil e destaca que foi possível avaliar, principalmente, vinhos da Península Ibérica, além de produtores do Novo Mundo e Velho Mundo. “Todas as avaliações foram realizadas às cegas por jurados internacionais, permitindo a valorização da diversidade e qual