Pular para o conteúdo principal

Miolo mais perto dos brasileiros

Vinícola tem rótulos do Vale dos Vinhedos, Campanha Gaúcha e Vale do São Francisco que atendem aos mais diversos estilos partindo de R$ 28 a garrafa, ideais para curtir o inverno em casa.
Ficar em casa na estação mais fria do ano pode ser muito mais prazeroso. Com o distanciamento social, novos hábitos passaram a fazer parte do cotidiano das pessoas. Degustar um bom vinho no aconchego do lar é um deles. Em tempos de pandemia, a bebida em sua diversidade brasileira, tem sido facilmente encontrada em supermercados ou pelo e-commerce. Com o maior portfólio de vinhos finos brasileiros, hoje 120 rótulos, a Miolo oferece um mix amplo e diversificado para todos os estilos com preços que partem de R$ 28 e entrega em todo território nacional.
 Com produção 100% vegana e livre de alergênicos, a Miolo é única no Brasil a produzir em quatro diferentes terroirs – Vale dos Vinhedos / Serra Gaúcha, Fortaleza do Seival / Candiota na Campanha Meridional, Almadén / Santana do Livramento na Campanha Central e Terranova / Vale do São Francisco -, o que coloca na mesa do apreciador de vinhos um amplo leque de variedades, desde castas tradicionais como as tintas Cabernet Sauvignon e Merlot e a branca Chardonnay, além de apostas com o Syrah, Tempranillo, Touriga Nacional, Cabernet Franc e Tannat, por exemplo.
A criatividade também tem sido adotada por muitos para ressignificar o momento. Afinal, o ritual de abrir uma garrafa de vinho, mesmo que de maneira descomplicada, traz consigo uma experiência sensorial única. Muita gente tem apostado em degustações virtuais que reaproximam as pessoas de um jeito diferente. O acesso aos vinhos da Miolo é facilitado em todo o país com marcas disponíveis em supermercados e a linha completa no e-commerce (loja.miolo.com.br)Com preços atraentes, uma logística facilitada e promoções com frete grátis em todo o país, a Miolo está mais perto dos brasileiros.

Dicas do enólogo
Impossível falar da trajetória da Vinícola Miolo sem falar da linha Miolo Seleção, lançada em 1994. A marca se tornou conhecida e apreciada em todo o Brasil e hoje é o vinho mais distribuído tanto no mercado interno quanto externo com presença na Alemanha, Austrália, China, França, Guatemala, Hong Kong, Japão, Nova Zelândia e Paraguai e, em breve, na Nigéria. A linha traz cinco rótulos bi varietais, todos elaborados com uvas cultivadas nos vinhedos próprios do Seival, na Campanha Meridional, em Candiota. A dica para este inverno é o Miolo Seleção Tempranillo/Touriga e o Miolo Seleção Cabernet Sauvignon/Merlot, com valor de R$ 34,43 no e-commerce. O primeiro foi indicado este mês por Manoel Beato, sommelier do Fasano, numa seleção que o especialista fez de rótulos brasileiros de qualidade com preço inferior a R$ 60.


Outra boa opção custo-benefício são os vinhos da linha Almadén, elaborados com uvas cultivadas no vinhedo de vinífera em espaldeira mais antigo do Brasil, em Santana do Livramento. O Cabernet Franc, o Merlot e o Cabernet Sauvignon são indicados para a estação mais fria do ano. O preço de R$ 28,68 a garrafa é super atrativo. Para quem busca um varietal mais elaborado com passagem por barrica, a linha Reserva, a mais tradicional da Miolo, que iniciou com o Merlot Safra 1990, oferece o Cabernet Sauvignon, Tannat, Tempranillo, Merlot e agora o Shyraz, este com uvas do Vale do São Francisco. Estes rótulos são oferecidos a R$ 56,95 a garrafa.


Agora, se o interesse é para vinhos mais estruturados, de guarda, a Miolo coleciona rótulos. E uma boa dica são os vinhos da Safra 2018, chamada pelo enólogo Adriano Miolo de ‘Safra Lendária’. Dois exemplares desta seleta série The 2018´s Seven Legendaries of Miolo – os Sete Lendários” são o Quinta do Seival Castas Portuguesas, o sabor de Portugal no Brasil, e o intenso Quinta do Seival Cabernet Sauvignon, ambos da Campanha Meridional – Candiota e que custam R$ 112,53.

Fotos: Divulgação.

Postagens mais visitadas deste blog

Curitiba 18💙18 distribui 270 toneladas de alimentos

  Campanha de financiamento coletivo arrecada R$ 991.841 em 18 dias em prol de ONGs de Curitiba e Região Metropolitana. Uma campanha em torno do número cabalístico 18. Assim foi a Curitiba 18 18 , uma iniciativa da Comunidade Israelita do Paraná, que foi abraçada por muitos curitibanos, pessoas físicas e jurídicas.   A ação foi inspirada na campanha original de São Paulo, realizada algumas semanas antes. A arrecadação total pela plataforma de financiamento coletivo Benfeitoria foi de R$ 991.841,00, que estão sendo transformados em 270 toneladas de alimentos para mais de 9 mil famílias.   A distribuição já começou e continuará nas próximas semanas, com o apoio logístico da Trans Pizzatto. O número 18 foi escolhido por simbolizar a vida, transformando alimentos em esperança para as famílias mais necessitadas, situação agravada pela pandemia. “18 simboliza ‘chai’, que é vida em hebraico. E o coração, uma ponte para outra vida. Pessoas ajudando pessoas. Uma forma de honrar essa terra que t

Conheça os eventos na Itália e na França que vão celebrar Leonardo da Vinci em 2019

Com 28 de anos de história a Teresa Perez Tours é especialista em criar e reinventar roteiros personalizados e não poderia ficar de fora das comemorações dos    500 anos da morte de Leonardo Da Vinci , no  ano de 2019.  Da Vinci,  considerado, graças às suas contribuições em praticamente todos os campos do conhecimento humano, um dos artistas mais completos que o mundo já conheceu. O gênio italiano morreu no dia 2 de maio de 1519 e, como não poderia deixar de ser, o tema vai inspirar atrações ao longo do ano na Itália, país de origem do artista, e na França, onde passou os últimos dias de sua vida. Na programação, mais de 500 eventos com o objetivo de criar um movimento popular e artístico através de uma programação variada, que aborda temas relacionados à figura do artista e ao Renascimento - período em que viveu -, como arquitetura, gastronomia, artesanato, ciência e inovações tecnológicas.   Legado e raízes na Itália Na Itália, uma série de celebrações estão planejadas e du

Brasil abre 2018 com 16 prêmios para os espumantes brasileiros na Espanha

Vinhos e espumantes são reconhecidos por júri internacional formado por 40 experts A conquista de mais prêmios internacionais para vinhos e espumantes brasileiros começou mais cedo este ano. O país verde e amarelo acaba de conquistar 16 medalhas no Concurso Internacional de Vinos y Espirituosos (CINVE) 2018 , realizado de 12 a 14 de fevereiro no Complexo Cultural de São Francisco, na cidade de Cáceres, na Espanha. A entrega da premiação acontecerá dia 13 de abril no Hotel Villamagna, em Madri .   O concurso reuniu 705 amostras de 14 países. Um júri formado por 40 experts distinguiu quatro vinhos e 12 espumantes brasileiros . O diretor da Associação Brasileira de Enologia (ABE), enólogo Marcos Gabbardo, esteve representando o Brasil e destaca que foi possível avaliar, principalmente, vinhos da Península Ibérica, além de produtores do Novo Mundo e Velho Mundo. “Todas as avaliações foram realizadas às cegas por jurados internacionais, permitindo a valorização da diversidade e qual