Kitsune, restaurante do Masterchef André Pionteke, aposta em culinária “Nipo-Atlântica” em Curitiba

Com conceito exclusivo para a capital paranaense, restaurante combina técnicas da culinária oriental com ingredientes regionais 
Um restaurante com preparos inspirados em ingredientes locais da região da Mata Atlântica - bioma do litoral do Paraná - aliados às técnicas da culinária oriental. Esse é o Kitsune, empreendimento gastronômico comandado pelo badalado chef Andre Pionteke, curitibano que ganhou popularidade com a participação no Masterchef Profissionais 2018, que acaba de abrir as portas em Curitiba. 
Desde sua eliminação do programa, com muito choro da jurada Paola Carosella, o chef curitibano participou de muitos eventos, acumulando ainda mais experiência para abrir seu primeiro empreendimento próprio na capital paranaense. O Kitsune tem capacidade para receber confortavelmente 17 pessoas em um salão de 20m², com cardápio intimista. “A minha ideia é fazer uma culinária de verdade, valorizando os produtos locais, e entregando uma experiência única ao público curitibano”, enfatiza Pionteke. Especialista em cozinha de produto e culinária oriental, o chef apresenta receitas repletas de sabores marcantes e muito “umami”, palavra japonesa usada para definir um dos cinco gostos básicos do paladar humano, que significa “gosto saboroso e agradável”.
 Atualmente, o Kitsune funciona durante o jantar, e trabalha com seis opções de conservas (R$ 10 a porção), que serão sazonais, ou seja, variam conforme a estação. São oferecidos sunomono de pepino japonês, sunomono de cenoura, beterraba, kimpira gobo, nasu desgaku e kimchi.
Outros destaques da casa são os guiozas (5 unidades por R$ 25), que podem ser recheados com copa lombo, siri catado ou pupunha com banana-da-terra.









Já o bao, sanduíche feito em pão cozido no vapor (2 unidades por R$ 25), está disponível em três versões: lambari frito, barriga de porco e vegana, feita de cogumelos.
Um dos preparos favoritos do chef André Pionteke, o lámen tem destaque especial no menu da casa. O caldo do preparo é feito com cabeça de porco, vegetais, alga e shiitake desidratado, além de alguns toques especiais do chef. No Kitsune, o lámen é montado com caldo, udon (macarrão popular japonês), copa lombo cozida ou cogumelos, alga nori, cebolinha e ovo cozido (R$ 38). A iguaria tem, também, uma opção vegetariana.
Para completar a refeição perfeita, sonho com recheio de doce de leite ou creme com matchá (R$ 18). Já quem valoriza bons drinks autorais pode saborear os preparos do mixologista Ariel Todeschini, que assina a carta de coquetéis que tem preparos com gin, cachaça e saquê. O Kitsune também oferece três opções de chopes rotativos.
O Kitsune fica na Rua Celeste Santi (nº 358), no bairro Ahú, funciona de segunda a sábado, das 17h às 22h30. Para mais informações, acesse o perfil oficial do restaurante no Instagram (@kitsune.cwb).
Fotos: Divulgação.

Comentários