L’Épicerie encerra 2019 com jantar harmonizado francês

Última edição do ano da La Nuit du Vin oferece um jantar harmonizado francês, aliando clássicos da culinária francesa e vinhos de diferentes regiões da França.   
Para fechar o ano em grande estilo o bistrô francês L’Épicerie promove em parceria com a importadora Porto a Porto uma harmonização tipicamente francesa. O jantar harmonizado, que acontece na próxima terça-feira, dia 10 de dezembro, a partir das 20h, vai harmonizar clássicos da culinária francesa com vinhos da Borgonha, Rhône e Bordeaux. A realização do jantar nessa data já se tornou ponto de encontro para quem procura uma opção gastronômica festiva para comemorar com amigos festas de confraternização e sorteios de amigo secreto.


Para iniciar o jantar, a entrada será a inédita Salada de brócoli com lascas de salmão defumado, uma releitura com salmão da premiada salada, eleita a melhor entrada da cidade. Para acompanhar o espumante francês da Borgonha Veuve du Vernay Brut Rosé.





 Côtes du Rhône Abel Pinchard, um clássico exemplar do Rhône, foi o escolhido para harmonizar com a releitura de dois pratos tradicionais da culinária francesa, o Vol au Vent com recheio de Boeuf Bourguignon.
Para harmonizar com o prato principal, o clássico Tournedos de filé mignon ao molho poivre, confit de cebola e batatas gratinadas, o Château Reynon, de Denis Dubourdieu, da região de Cadillac, na Côtes de Bordeaux. 



Para fechar a noite, mais uma releitura de um clássico, o Crème brûlée de flor de laranjeira com o espumante Veuve du Vernay Demi-Sec.

O menu harmonizado tem o custo de R$ 156,00 por pessoa + serviço. Sugere-se a reserva prévia, pelo número limitado de lugares ofertados.  
Reservas podem ser realizadas pelo telefone 41 3044 4744 e 41 9 9698 6390, após as 16h. Valet no local a um custo de R$20. 
O restaurante L’Épicerie está situado na Rua Fernando Simas, 340, no Bigorrilho. 
Facebook: facebook.com/lepiceriecuritiba/
Instagram: @lepiceriecuritiba
Valet no local: R$ 20,00
Fotos: Márcia Toccafondo e Divulgação.

Comentários