Pular para o conteúdo principal

Inverno: aprenda receitas quentinhas e econômicas para se deliciar neste frio

 Chefe de cozinha dá dicas para se manter saudável e dar um alívio para o bolso neste inverno.
A estação mais fria do ano chegou e com ela as comidas mais quentinhas tomaram conta do cardápio das famílias brasileiras. Sopas, caldos, canjas, chás e fondues são comuns nas mesas durante o inverno. No entanto, manter uma alimentação saudável nesta época é uma tarefa nem sempre tão simples, pois é quando costumamos comer comidas mais pesadas, com elevadas quantidades de calorias por porção.
"É possível se manter saudável comendo uma massa quentinha e deliciosa com um molho de tomates caseiro, por exemplo. Para os doces também vale a regra de não exagerar. O chocolate quente pode ser feito com chocolate meio amargo ao invés de achocolatado, que já vem bastante adoçado." explica a chefe de Cozinha, Monica Dias.
Durante este período as pessoas costumam ficar mais tempo em casa e também precisam se preocupar com o aumento dos gastos, não apenas dos alimentos, mas também do botijão gás utilizado para cozinhar. Um aplicativo, no entanto, vem ajudando os consumidores a fazer economia e ter um grande alívio para o bolso. O Chama permite que consumidores encontrem gás de revendedores credenciados pela Agência Nacional de Petróleo (ANP), pelo melhor preço e próximo de suas casas.
"Com todas as oscilações de preços do gás nos últimos tempos e tantas diferenças de valores entre um revendedor e outro, é importante que as pessoas tenham acesso a uma ferramenta que permita comparar e economizar. Além disso ainda tem a questão da qualidade e segurança e no Chama todos os revendedores são regulamentados pela ANP" afirma o diretor de marketing do Chama, Otávio Tranchesi.
Para dar uma ajudinha no preparo de alimentos saborosos e saudáveis, a chefe Monica Dias, responsável pelo cardápio do Benta Cozinha, São Paulo,  ensina duas receitas perfeitas para o inverno com ingredientes baratos e que ainda não exigem muito do botijão de gás. Confira:

Sopa coringa de abóbora
Rendimento: 4 porções
300 gramas de abóbora japonesa (também conhecida como cabotiá) em cubos, sem casca e sem sementes
300 gramas de abóbora moranga em cubos, sem casca e sem sementes
1 colher (sopa) de azeite de oliva
1/2 cebola picada
1/2 colher (sopa) de gengibre ralado (opcional)
2 xícaras (chá) de caldo de legumes (veja como fazer seu próprio caldo de legumes)
1 xícara (chá) de leite
1/2 xícara de castanhas da sua preferência picadas (nozes, castanha de caju, castanha do Pará) + 1 colher (sopa) de azeite de oliva
pimenta-do-reino a gosto
sal a gosto
DICA: Comece preparando o caldo de legumes. É bem simples e você pode usar os vegetais que tiver em casa, inclusive cascas de legumes e talos de verduras, que iriam para o lixo. Lembre-se de lavá-los bem antes.
1 cebola cortada em pedaços grandes
1 cenoura média cortada em rodelas
1 folha de louro
1 dente de alho amassado
Talos de salsinha
Preparo do caldo:
Junte os vegetais com 5 xícaras de água e cozinhe em fogo baixo por 30 minutos. Coe e, caso não use tudo na hora, congele em potes ou forminhas de gelo para ter sempre à mão. Você pode usar esse caldo no lugar de água para preparar arroz, risotos, carnes e sopas. Fica muito saboroso e é mais saudável que os caldos prontos.
Preparo da sopa:
Em uma panela, refogue a abóbora e a cebola no azeite até começar a dourar. Junte o gengibre e frite por 1 minuto. Adicione o caldo de legumes e deixe ferver. Cozinhe, com a tampa semi aberta, mexendo de vez em quando, por 20 minutos ou até que a abóbora fique bem macia. Bata a abóbora no liquidificador, juntando o caldo aos poucos, até obter um creme homogêneo. Volte tudo à panela, acrescente o leite e leve ao fogo até aquecer. Se preferir uma sopa mais espessa, deixe um pouco mais. Tempere com sal e pimenta. Enquanto a sopa finaliza, frite levemente as castanhas e o azeite numa frigideira, só para dourar. Sirva a sopa em cumbucas e polvilhe as castanhas. As castanhas são opcionais e trazem crocância à sopa. Pode substituir por cubinhos de pão de forno (4 fatias) também fritos no azeite.
Essa sopa é um coringa porque a abóbora pode ser substituída por couve-flor, milho ou brócolis.
Tortinha de maçã
Rendimento: 4 porções
4 discos de massa pronta para pastel de aproximadamente 10cm
2 maçãs
Suco de meio limão
Raspinhas de limão
1/2 colher (sopa) de açúcar
1/2 colher (sopa) de amido de milho
Canela a gosto
2 colheres (sopa) de margarina
2 colheres (sopa) de farinha de trigo
Em uma tigela, misture o suco e as raspas do limão, o açúcar, a canela e o amido de milho. Descasque as maçãs, corte-as em fatias e as fatias em cubos. Envolva nessa mistura. Cozinhe as maçãs e todo esse líquido por cinco minutos após começar a ferver, mexendo de vez em quando. Deixe esfriar. Pré aqueça o forno (temperatura média). Arrume os discos de massa em forminhas para torta ou empada e divida o recheio entre eles. Misture com a ponta dos dedos a farinha e a margarina até formar uma farofinha. Faça pequenos montinhos e coloque sobre o recheio. Asse por dez minutos ou até essa farofinha ficar dourada. Sirva quentinha.
Sobre o aplicativo Chama
Disponível no Google Play e na App Store, o Chama é um marketplace que conecta revendedores de botijões de gás a clientes. Lançada em dezembro de 2016, a empresa reúne em um único ambiente mais de 2.000 revendedores regulamentados pela Agência Nacional do Petróleo (ANP). Em apenas alguns cliques o usuário pode solicitar o serviço oferecido pela empresa e escolher o fornecedor que mais lhe agradar – selecionando informações como: valor cobrado, tempo de entrega e marca do produto. O serviço está presente em São Paulo, Belo Horizonte, Curitiba e Porto Alegre.
Fotos: divulgação.

Postagens mais visitadas deste blog

Curitiba 18💙18 distribui 270 toneladas de alimentos

  Campanha de financiamento coletivo arrecada R$ 991.841 em 18 dias em prol de ONGs de Curitiba e Região Metropolitana. Uma campanha em torno do número cabalístico 18. Assim foi a Curitiba 18 18 , uma iniciativa da Comunidade Israelita do Paraná, que foi abraçada por muitos curitibanos, pessoas físicas e jurídicas.   A ação foi inspirada na campanha original de São Paulo, realizada algumas semanas antes. A arrecadação total pela plataforma de financiamento coletivo Benfeitoria foi de R$ 991.841,00, que estão sendo transformados em 270 toneladas de alimentos para mais de 9 mil famílias.   A distribuição já começou e continuará nas próximas semanas, com o apoio logístico da Trans Pizzatto. O número 18 foi escolhido por simbolizar a vida, transformando alimentos em esperança para as famílias mais necessitadas, situação agravada pela pandemia. “18 simboliza ‘chai’, que é vida em hebraico. E o coração, uma ponte para outra vida. Pessoas ajudando pessoas. Uma forma de honrar essa terra que t

Conheça os eventos na Itália e na França que vão celebrar Leonardo da Vinci em 2019

Com 28 de anos de história a Teresa Perez Tours é especialista em criar e reinventar roteiros personalizados e não poderia ficar de fora das comemorações dos    500 anos da morte de Leonardo Da Vinci , no  ano de 2019.  Da Vinci,  considerado, graças às suas contribuições em praticamente todos os campos do conhecimento humano, um dos artistas mais completos que o mundo já conheceu. O gênio italiano morreu no dia 2 de maio de 1519 e, como não poderia deixar de ser, o tema vai inspirar atrações ao longo do ano na Itália, país de origem do artista, e na França, onde passou os últimos dias de sua vida. Na programação, mais de 500 eventos com o objetivo de criar um movimento popular e artístico através de uma programação variada, que aborda temas relacionados à figura do artista e ao Renascimento - período em que viveu -, como arquitetura, gastronomia, artesanato, ciência e inovações tecnológicas.   Legado e raízes na Itália Na Itália, uma série de celebrações estão planejadas e du

Brasil abre 2018 com 16 prêmios para os espumantes brasileiros na Espanha

Vinhos e espumantes são reconhecidos por júri internacional formado por 40 experts A conquista de mais prêmios internacionais para vinhos e espumantes brasileiros começou mais cedo este ano. O país verde e amarelo acaba de conquistar 16 medalhas no Concurso Internacional de Vinos y Espirituosos (CINVE) 2018 , realizado de 12 a 14 de fevereiro no Complexo Cultural de São Francisco, na cidade de Cáceres, na Espanha. A entrega da premiação acontecerá dia 13 de abril no Hotel Villamagna, em Madri .   O concurso reuniu 705 amostras de 14 países. Um júri formado por 40 experts distinguiu quatro vinhos e 12 espumantes brasileiros . O diretor da Associação Brasileira de Enologia (ABE), enólogo Marcos Gabbardo, esteve representando o Brasil e destaca que foi possível avaliar, principalmente, vinhos da Península Ibérica, além de produtores do Novo Mundo e Velho Mundo. “Todas as avaliações foram realizadas às cegas por jurados internacionais, permitindo a valorização da diversidade e qual