Pular para o conteúdo principal

Dia 27 de julho tem Arraiá no MON

Terceira edição do evento ocorre no dia 27 de julho, no Museu Oscar Niemeyer, a partir das 11h. Ingressos estão à venda. 
Uma das celebrações típicas mais populares no Brasil são as festas caipiras e, para encerrar as celebrações julinas, Curitiba recebe a terceira edição do já tradicional Arraiá no MON, que ocorre no dia 27 de julho, a partir das 11h, no gramado do Museu Oscar Niemeyer. O evento, que é considerado a maior festa julina da cidade, reunirá gastronomia para toda a família, com direito a opções típicas da temporada, atividades gratuitas para as crianças, 50 torneiras de chope artesanal e muita música ao vivo. “Queremos fazer uma festa linda para toda a família, com estrutura confortável, ampla área e com equipamentos e palcos altamente profissionais para que os participantes possam curtir um dia animado e de boas vibrações”, explica Patrik Cornelsen, diretor executivo da Planeta Brasil Entretenimento, uma das produtoras do evento.
 A programação musical tem início às 12h30, com aula de forró com o grupo Danza Mais. Já às 13h, é hora de colocar o aprendizado em prática com a banda Areia Branca, que aposta no forró pé de serra, seguido por Cira Airan e Ricardo Ribeiro Quarteto, às 16h30, com o melhor do forró raiz. “Na questão musical teremos o típico forró, até mesmo com aula de dança para as famílias presentes. Além disso, várias surpresas e uma grande quadrilha estão na programação”, completa Bruna Wladyka, da 302 produções, também produtora do Arraiá no MON. Já para as crianças, atividades gratuitas, desplugadas e supervisionadas prometem conquistar os pequenos com brincadeiras como pescaria, boca do palhaço, bingo, argola, tomba latas, entre outros.
Entre as opções gastronômicas, Churrasco de Igreja, Barreado, Sanduíche de Pernil, Hambúrguer, Batata Frita, Cachorro Quente e Pizza, disponíveis com valores a partir de R$10, além de opções típicas, como milho verde, pinhão, pipoca, doces julinos e quentão. Para beber, o tradicional quentão estará à disposição, assim como 50 torneiras de chope artesanal, reunindo rótulos de cervejarias locais, além de drinks especiais, com valores a partir de R$10. “O Arraiá no MON já entrou para o calendário da cidade de Curitiba e a terceira edição promete encerrar as celebrações típicas da melhor forma possível, oferecendo atividades gratuitas para as crianças, diversão para os adultos e gastronomia típica para todas as idades”, finaliza José Araújo Neto, proprietário de Bar Quermesse e um dos idealizadores do evento.
Os ingressos para a terceira edição do arraiá já estão disponíveis pela Alô Ingressos por R$15 + taxa (lote promocional). Arraiá no MON é oferecido pelo Bar Quermesse, com produção da Agência 302 e da Planeta Brasil Entretenimento. Mais informações pelas redes sociais do Bar Quermesse, pelo Facebook @barquermesse e Instagram @barquermesse; da Planeta Brasil Entretenimento, pelo Facebook @planetabrasilentretenimento e Instagram @planetabrasilentretenimento; e da 302 Produções, no Facebook @trezentosedois e Instagram @sala_302.
Serviço:
Arraiá no MON
Data: 27 de julho
Horário: das 11h até 19h
Local: Gramado do Museu Oscar Niemeyer
Rua Mal. Hermes, 999 - Centro Cívico
Ingressos: A partir de R$15 – Disponível pela Alô Ingressos 
Classificação: Livre
Apresentação: Bar Quermesse
Realização: 302 Produções e Planeta Brasil
Apoio: Museu Oscar Niemeyer

Postagens mais visitadas deste blog

Curitiba 18💙18 distribui 270 toneladas de alimentos

  Campanha de financiamento coletivo arrecada R$ 991.841 em 18 dias em prol de ONGs de Curitiba e Região Metropolitana. Uma campanha em torno do número cabalístico 18. Assim foi a Curitiba 18 18 , uma iniciativa da Comunidade Israelita do Paraná, que foi abraçada por muitos curitibanos, pessoas físicas e jurídicas.   A ação foi inspirada na campanha original de São Paulo, realizada algumas semanas antes. A arrecadação total pela plataforma de financiamento coletivo Benfeitoria foi de R$ 991.841,00, que estão sendo transformados em 270 toneladas de alimentos para mais de 9 mil famílias.   A distribuição já começou e continuará nas próximas semanas, com o apoio logístico da Trans Pizzatto. O número 18 foi escolhido por simbolizar a vida, transformando alimentos em esperança para as famílias mais necessitadas, situação agravada pela pandemia. “18 simboliza ‘chai’, que é vida em hebraico. E o coração, uma ponte para outra vida. Pessoas ajudando pessoas. Uma forma de honrar essa terra que t

Conheça os eventos na Itália e na França que vão celebrar Leonardo da Vinci em 2019

Com 28 de anos de história a Teresa Perez Tours é especialista em criar e reinventar roteiros personalizados e não poderia ficar de fora das comemorações dos    500 anos da morte de Leonardo Da Vinci , no  ano de 2019.  Da Vinci,  considerado, graças às suas contribuições em praticamente todos os campos do conhecimento humano, um dos artistas mais completos que o mundo já conheceu. O gênio italiano morreu no dia 2 de maio de 1519 e, como não poderia deixar de ser, o tema vai inspirar atrações ao longo do ano na Itália, país de origem do artista, e na França, onde passou os últimos dias de sua vida. Na programação, mais de 500 eventos com o objetivo de criar um movimento popular e artístico através de uma programação variada, que aborda temas relacionados à figura do artista e ao Renascimento - período em que viveu -, como arquitetura, gastronomia, artesanato, ciência e inovações tecnológicas.   Legado e raízes na Itália Na Itália, uma série de celebrações estão planejadas e du

Brasil abre 2018 com 16 prêmios para os espumantes brasileiros na Espanha

Vinhos e espumantes são reconhecidos por júri internacional formado por 40 experts A conquista de mais prêmios internacionais para vinhos e espumantes brasileiros começou mais cedo este ano. O país verde e amarelo acaba de conquistar 16 medalhas no Concurso Internacional de Vinos y Espirituosos (CINVE) 2018 , realizado de 12 a 14 de fevereiro no Complexo Cultural de São Francisco, na cidade de Cáceres, na Espanha. A entrega da premiação acontecerá dia 13 de abril no Hotel Villamagna, em Madri .   O concurso reuniu 705 amostras de 14 países. Um júri formado por 40 experts distinguiu quatro vinhos e 12 espumantes brasileiros . O diretor da Associação Brasileira de Enologia (ABE), enólogo Marcos Gabbardo, esteve representando o Brasil e destaca que foi possível avaliar, principalmente, vinhos da Península Ibérica, além de produtores do Novo Mundo e Velho Mundo. “Todas as avaliações foram realizadas às cegas por jurados internacionais, permitindo a valorização da diversidade e qual