Pular para o conteúdo principal

5 lugares para tomar cerveja artesanal na rua em Curitiba

A capital paranaense conta com ótimas opções para quem curte aquela “bera” diferenciada saboreada de maneira prática e descolada.
As cervejas artesanais chegaram com tudo e em pouco tempo conquistaram o mercado nacional. Em Curitiba, diversas cervejarias que trabalham com muita excelência formaram um público consumidor fiel, transformando a capital paranaense em um dos principais polos cervejeiros nacionais. Esse mercado cada vez mais aquecido deu origem a um grande número de bares que apostam nos rótulos artesanais, fortalecendo ainda mais o segmento.
Agora que tal aproveitar os dias mais quentes para saborear uma cerveja artesanal na rua? Separamos 5 empreendimentos curitibanos que oferecem rótulos de cervejarias paranaenses de maneira prática, democrática e descolada em calçadas espalhadas por algumas das principais vias de acesso da capital.

WhataFuck Hamburgueria: marca registrada de Curitiba, o Whatafuck é a maior hamburgueria artesanal da capital paranaense. Além de todos seus sabores exclusivos, o empreendimento conta com dezenas de opções de chopes de cervejarias paranaense. Basta perguntar no balcão qual é o menu da semana, que sempre trará rótulos de destaque no mercado cervejeiro paranaense, e aproveitar para consumir uma bebida de excelência na rua.
Onde: Rua Bispo Dom José, 2193
Atende: terças e domingos, das 18h às 00h30; e de quarta a sábado, das 19 às 3h.

Sirène Fish & Chips: com quatro unidades em Curitiba, o Sirène Fish & Chips trouxe o conceito inglês do filé de peixe empanado com batatas para o Brasil e hoje é um dos maiores sucessos da noite curitibana. Apesar de variar de acordo com cada unidade, a casa conta com diversas opções de cervejas artesanais, com preços que variam de R$ 8 a R$ 15, sempre valorizando a produção regional em seus mais variados estilos.
Onde: Rua Trajano Reis, 150
Atende: de terça a quinta, das 18h às 23h; nas sextas, das 18h às 01h; e aos sábados, das 18h às 00h.

Templo da Cerveja: desde 2011 em Curitiba, o Templo da Cerveja é o lugar ideal para quem quer aproveitar aquela cerveja gelada na rua, que pode ser acompanhada por petiscos saborosos. Localizado no Shopping Hauer, que conta com vários bares lado a lado, o Templo é ideal pra quem quer saborear o melhor da produção artesanal paranaense, disponível em mais de 10 torneiras de chope.
Onde: Rua Coronel Dulcídio, Bloco 2, 775 - Loja 3
Atende: segundas das 16h às 23h; nas terças e quartas, das 16h às 00h; de quinta a sábado, das 16h às 02h; e os domingos, das 16h à 00h.
Roots Batata Frita & Cerveja: primeira casa curitibana especializada em batata frita, o Roots é uma maneira irresistível de curtir as noites na capital paranaense. E é lógico que não pode faltar aquela cerveja deliciosa para acompanhar as batatas com seus mais variados molhos. O empreendimento conta com rótulos de cervejas artesanais paranaenses, que são atualizados semanalmente.
Onde: Avenida Vicente Machado, 855
Atende: terças e domingos, das 18h às 00h30; e de quarta a sábado, das 19 às 3h.

Golden Mile: localizada na badalada “prainha da Itupava”, a casa de cervejas artesanais oferece 24 torneiras de chope de diversas cervejarias e estilos. Destaque para a produção paranaense de marcas como Way Beer, Bastards e Morada, com rótulos custando a partir de R$ 10.
Onde: Rua Itupava, 1299
Atende: terças e quartas, das 18h às 01h; de quinta a sábado, das 17h às 02h; e aos domingos, das 16h às 23h.
Fotos: Divulgação.  

Postagens mais visitadas deste blog

Curitiba 18💙18 distribui 270 toneladas de alimentos

  Campanha de financiamento coletivo arrecada R$ 991.841 em 18 dias em prol de ONGs de Curitiba e Região Metropolitana. Uma campanha em torno do número cabalístico 18. Assim foi a Curitiba 18 18 , uma iniciativa da Comunidade Israelita do Paraná, que foi abraçada por muitos curitibanos, pessoas físicas e jurídicas.   A ação foi inspirada na campanha original de São Paulo, realizada algumas semanas antes. A arrecadação total pela plataforma de financiamento coletivo Benfeitoria foi de R$ 991.841,00, que estão sendo transformados em 270 toneladas de alimentos para mais de 9 mil famílias.   A distribuição já começou e continuará nas próximas semanas, com o apoio logístico da Trans Pizzatto. O número 18 foi escolhido por simbolizar a vida, transformando alimentos em esperança para as famílias mais necessitadas, situação agravada pela pandemia. “18 simboliza ‘chai’, que é vida em hebraico. E o coração, uma ponte para outra vida. Pessoas ajudando pessoas. Uma forma de honrar essa terra que t

Conheça os eventos na Itália e na França que vão celebrar Leonardo da Vinci em 2019

Com 28 de anos de história a Teresa Perez Tours é especialista em criar e reinventar roteiros personalizados e não poderia ficar de fora das comemorações dos    500 anos da morte de Leonardo Da Vinci , no  ano de 2019.  Da Vinci,  considerado, graças às suas contribuições em praticamente todos os campos do conhecimento humano, um dos artistas mais completos que o mundo já conheceu. O gênio italiano morreu no dia 2 de maio de 1519 e, como não poderia deixar de ser, o tema vai inspirar atrações ao longo do ano na Itália, país de origem do artista, e na França, onde passou os últimos dias de sua vida. Na programação, mais de 500 eventos com o objetivo de criar um movimento popular e artístico através de uma programação variada, que aborda temas relacionados à figura do artista e ao Renascimento - período em que viveu -, como arquitetura, gastronomia, artesanato, ciência e inovações tecnológicas.   Legado e raízes na Itália Na Itália, uma série de celebrações estão planejadas e du

Brasil abre 2018 com 16 prêmios para os espumantes brasileiros na Espanha

Vinhos e espumantes são reconhecidos por júri internacional formado por 40 experts A conquista de mais prêmios internacionais para vinhos e espumantes brasileiros começou mais cedo este ano. O país verde e amarelo acaba de conquistar 16 medalhas no Concurso Internacional de Vinos y Espirituosos (CINVE) 2018 , realizado de 12 a 14 de fevereiro no Complexo Cultural de São Francisco, na cidade de Cáceres, na Espanha. A entrega da premiação acontecerá dia 13 de abril no Hotel Villamagna, em Madri .   O concurso reuniu 705 amostras de 14 países. Um júri formado por 40 experts distinguiu quatro vinhos e 12 espumantes brasileiros . O diretor da Associação Brasileira de Enologia (ABE), enólogo Marcos Gabbardo, esteve representando o Brasil e destaca que foi possível avaliar, principalmente, vinhos da Península Ibérica, além de produtores do Novo Mundo e Velho Mundo. “Todas as avaliações foram realizadas às cegas por jurados internacionais, permitindo a valorização da diversidade e qual