Pular para o conteúdo principal

Reggae na Ópera de Arame: Vale da Música recebe baixista de Ziggy Marley, Jimmy Cliff e Steel Pulse

Amlak apesentará clássicos do reggae em versão instrumental no sábado, 10.
O palco flutuante da Ópera de Arame recebe sua segunda atração internacional neste final de semana. O consagrado baixista de reggae Amlak apresenta sua trajetória na música em versão instrumental no sábado, dia 10, às 12h. O show faz parte da programação do Vale da Música, projeto apresentado pelo Bradesco e realizado pela Futura Fonte em parceria com a DC Set Eventos, que apresenta música instrumental de terça a domingo, das 10h às 18h. O valor da entrada é de R$10 a inteira e R$ 5 meia-entrada, válida também para moradores de Curitiba. Amlak tem no currículo importantes parcerias. Atualmente toca com o grupo Steel Pulse, mas também faz show com grandes nomes do reggae mundial.  Uma de suas turnês favoritas foi a comemoração dos 50 anos da Bob Marley Tour, juntamente com Ziggy Marley, os originais The Wailers, I-Threes, Pato Banton e Jimmy Cliff. Então, o público pode esperar muitos sucessos do estilo musical jamaicano, inclusive a famosa “Baby Come Back” que gravou junto com o UB40.
Final de Semana no Vale da Música
No sábado, além de Amlak, o Vale da música também apresenta Santi Beis com o projeto Candombes del Uruguai abrindo o dia, às 10. Após o show de reggae internacional, sobem ao palco o quarteto Metais do Vale com world music e, para finalizar o dia de shows, a dupla Prodóssimo e Ribas tocam o melhor da MPB instrumental.
No domingo, 11, o público poderá curtir música camponesa, MPB, com destaque para o grupo Tique Taque Tá com repertório infantil.
Os ingressos deverão ser adquiridos na hora, no local do evento.
Informações: 41 3352-4482.
Foto: Divulgação.

Postagens mais visitadas deste blog

Curitiba 18💙18 distribui 270 toneladas de alimentos

  Campanha de financiamento coletivo arrecada R$ 991.841 em 18 dias em prol de ONGs de Curitiba e Região Metropolitana. Uma campanha em torno do número cabalístico 18. Assim foi a Curitiba 18 18 , uma iniciativa da Comunidade Israelita do Paraná, que foi abraçada por muitos curitibanos, pessoas físicas e jurídicas.   A ação foi inspirada na campanha original de São Paulo, realizada algumas semanas antes. A arrecadação total pela plataforma de financiamento coletivo Benfeitoria foi de R$ 991.841,00, que estão sendo transformados em 270 toneladas de alimentos para mais de 9 mil famílias.   A distribuição já começou e continuará nas próximas semanas, com o apoio logístico da Trans Pizzatto. O número 18 foi escolhido por simbolizar a vida, transformando alimentos em esperança para as famílias mais necessitadas, situação agravada pela pandemia. “18 simboliza ‘chai’, que é vida em hebraico. E o coração, uma ponte para outra vida. Pessoas ajudando pessoas. Uma forma de honrar essa terra que t

Conheça os eventos na Itália e na França que vão celebrar Leonardo da Vinci em 2019

Com 28 de anos de história a Teresa Perez Tours é especialista em criar e reinventar roteiros personalizados e não poderia ficar de fora das comemorações dos    500 anos da morte de Leonardo Da Vinci , no  ano de 2019.  Da Vinci,  considerado, graças às suas contribuições em praticamente todos os campos do conhecimento humano, um dos artistas mais completos que o mundo já conheceu. O gênio italiano morreu no dia 2 de maio de 1519 e, como não poderia deixar de ser, o tema vai inspirar atrações ao longo do ano na Itália, país de origem do artista, e na França, onde passou os últimos dias de sua vida. Na programação, mais de 500 eventos com o objetivo de criar um movimento popular e artístico através de uma programação variada, que aborda temas relacionados à figura do artista e ao Renascimento - período em que viveu -, como arquitetura, gastronomia, artesanato, ciência e inovações tecnológicas.   Legado e raízes na Itália Na Itália, uma série de celebrações estão planejadas e du

Brasil abre 2018 com 16 prêmios para os espumantes brasileiros na Espanha

Vinhos e espumantes são reconhecidos por júri internacional formado por 40 experts A conquista de mais prêmios internacionais para vinhos e espumantes brasileiros começou mais cedo este ano. O país verde e amarelo acaba de conquistar 16 medalhas no Concurso Internacional de Vinos y Espirituosos (CINVE) 2018 , realizado de 12 a 14 de fevereiro no Complexo Cultural de São Francisco, na cidade de Cáceres, na Espanha. A entrega da premiação acontecerá dia 13 de abril no Hotel Villamagna, em Madri .   O concurso reuniu 705 amostras de 14 países. Um júri formado por 40 experts distinguiu quatro vinhos e 12 espumantes brasileiros . O diretor da Associação Brasileira de Enologia (ABE), enólogo Marcos Gabbardo, esteve representando o Brasil e destaca que foi possível avaliar, principalmente, vinhos da Península Ibérica, além de produtores do Novo Mundo e Velho Mundo. “Todas as avaliações foram realizadas às cegas por jurados internacionais, permitindo a valorização da diversidade e qual