Pular para o conteúdo principal

FESTIVAL FARTURA – COMIDAS DO BRASIL TEM SEGUNDA EDIÇÃO EM PORTUGAL, 16 E 17 DE NOVEMBRO, NO TIME OUT MARKET LISBOA

EVENTO LEVA CHEFS E PRODUTORES DE TODAS AS REGIÕES DO BRASIL EM UM INTERCÂMBIO COM PERSONALIDADES GASTRONÔMICAS PORTUGUESAS.
 Após percorrer mais de 70 mil km, em todos os estados brasileiros, mapeando a gastronomia – ingredientes, receitas e personagens – e levando festivais para todas as regiões do país, a Plataforma Fartura desembarca pela segunda vez em Portugal para celebrar a conexão entre as duas culturas gastronômicas, com o Festival Fartura – Comidas do Brasil e Portugal. O evento será nos dias 16 e 17 de novembro, no Time Out Market em Lisboa.
 Com curadoria gastronômica brasileira de Luiza Fecarotta, foram convidados chefs de todas as regiões brasileiras, referências em suas cozinhas: representando o Brasil, Bel Coelho (SP), pesquisadora que já passou por renomados restaurantes no mundo, como o três estrelas Michelin “El Celler de Can Roca”; a promessa mineira Caetano Sobrinho (MG – Sudeste); Carlos Kristensen (RS - Sul), seis vezes premiado na capital gaúcha; Ariani Malouf(MT – Centro-Oeste), considerada a melhor chef de Cuiabá (Veja 2018); Ivan Prado (CE - Nordeste) autor do projeto Saberes e Sabores do Ceará; e o pesquisador da gastronomia paraense Felipe Gemaque (PA – Norte). Acompanham a comitiva, produtores brasileiros de cachaça, café, pão de queijo, castanha de caju, sal, açaí, tapioca, entre outros.  
Chefs e produtores portugueses de renome também participam, em um intercâmbio de conhecimentos e sabores. Entre os já confirmados estão Vitor Sobral, do A Tasca da Esquina, referência da gastronomia lusófona; o premiado João Rodrigues, que chefia o Feitoria, com sua estrela Michelin;Justa Nobre, que comanda o restaurante A Justa, reconhecido pelas receitas tradicionais reinventadas; e a jovem Ana Moura, que apresenta uma cozinha de autor.
Com o tema que norteia o projeto – da origem ao prato – o Festival Fartura Lisboa terá a seguinte programação: um almoço de lançamento; um espaço de produtos e produtores de ambos os países; bate-papo entre chefs e produtores brasileiros e portugueses; mesas de negócios para trocas de experiências; um coquetel para networkingexibição de filmes sobre a Expedição Fartura; e cozinhas ao vivo, com chefs brasileiros e portugueses preparando almoços e jantares para o público.
"A ideia central de ir pra Portugal é estreitar os laços com nossas origens. Descobrir em quais elementos o Brasil se apropriou da culinária portuguesa e incorporou na nossa cozinha - e vice versa. Queremos gerar trocas entre os dois países. Vamos mostrar ao público a gastronomia das cinco regiões do Brasil. E queremos promover discussões para provocar iniciativas de trânsito de ingredientes, trocas de experiências, culturas e negócios”, explica o Diretor Geral da Plataforma Fartura, Rodrigo Ferraz.
O Festival Fartura – Comidas do Brasil e Portugal tem patrocínio da APEX, copatrocínio dos governos de Minas gerais, Pará e Ceará, apoio da Invest Lisboa, da Câmara de Comércio e Indústria Portuguesa, Tap Portugal e Savvy Gin.
PROGRAMAÇÃO
Festival Fartura - Comidas do Brasil e Portugal
14/11 – Almoço especial para convidados com o chef brasileiro Ivan Prado e o chef português João Rodrigues, no Restaurante Feitoria.
Programação no Time Out Market:
16 de novembro
14h às 22h - Estúdio - Espaço Origens: exposição e degustação de produtos brasileiros e portugueses, exibição de filmes sobre a Expedição Fartura.
14 às 16h - Cozinha ao vivo com a chef brasileira Bel Coelho e o chef português Hugo Brito (gratuito, com vagas limitadas e inscrições 1h antes do evento).
16h às 17h – Conversas com o chef português João Rodrigues, o chef brasileiro Caetano Sobrinho e produtor português João Raiado (gratuito, com vagas limitadas e inscrições 1h antes do evento).
18h às 20h - Cozinha ao vivo com a chef brasileira Ariane Malouf (gratuito, com vagas limitadas e inscrições 1h antes do evento).
22h às 00h - Cozinha ao vivo com o chef brasileiro Caetano Sobrinho (gratuito, com vagas limitadas e inscrições 1h antes do evento).
17 de novembro
10h às 22h - Estúdio - Espaço Origens: exposição e degustação de produtos brasileiros e portugueses, exibição de filmes sobre a Expedição Fartura.
11 às 13h - Cozinha ao vivo com o chef brasileiro Carlos Kristensen (gratuito, com vagas limitadas e inscrições 1h antes do evento).
12h às 13h – Conversas com a chef portuguesa Justa Nobre e a chef brasileira Ariane Malouf (gratuito, com vagas limitadas e inscrições 1h antes do evento).
15h às 16h – Conversas com o chef português Vitor Sobral, a chef brasileira Bel Coelho e o produtor português do Queijo Vale da Estrela (gratuito, com vagas limitadas e inscrições 1h antes do evento). 
18h às 20h - Cozinha ao vivo com o chef brasileiro Ivan Prado e a chef portuguesa Ana Moura (gratuito, com vagas limitadas e inscrições 1h antes do evento).
22h às 00h - Cozinha ao vivo com o chef brasileiro Felipe Gemaque (gratuito, com vagas limitadas e inscrições 1h antes do evento).
Fotos: divulgação.

Postagens mais visitadas deste blog

Curitiba 18💙18 distribui 270 toneladas de alimentos

  Campanha de financiamento coletivo arrecada R$ 991.841 em 18 dias em prol de ONGs de Curitiba e Região Metropolitana. Uma campanha em torno do número cabalístico 18. Assim foi a Curitiba 18 18 , uma iniciativa da Comunidade Israelita do Paraná, que foi abraçada por muitos curitibanos, pessoas físicas e jurídicas.   A ação foi inspirada na campanha original de São Paulo, realizada algumas semanas antes. A arrecadação total pela plataforma de financiamento coletivo Benfeitoria foi de R$ 991.841,00, que estão sendo transformados em 270 toneladas de alimentos para mais de 9 mil famílias.   A distribuição já começou e continuará nas próximas semanas, com o apoio logístico da Trans Pizzatto. O número 18 foi escolhido por simbolizar a vida, transformando alimentos em esperança para as famílias mais necessitadas, situação agravada pela pandemia. “18 simboliza ‘chai’, que é vida em hebraico. E o coração, uma ponte para outra vida. Pessoas ajudando pessoas. Uma forma de honrar essa terra que t

Conheça os eventos na Itália e na França que vão celebrar Leonardo da Vinci em 2019

Com 28 de anos de história a Teresa Perez Tours é especialista em criar e reinventar roteiros personalizados e não poderia ficar de fora das comemorações dos    500 anos da morte de Leonardo Da Vinci , no  ano de 2019.  Da Vinci,  considerado, graças às suas contribuições em praticamente todos os campos do conhecimento humano, um dos artistas mais completos que o mundo já conheceu. O gênio italiano morreu no dia 2 de maio de 1519 e, como não poderia deixar de ser, o tema vai inspirar atrações ao longo do ano na Itália, país de origem do artista, e na França, onde passou os últimos dias de sua vida. Na programação, mais de 500 eventos com o objetivo de criar um movimento popular e artístico através de uma programação variada, que aborda temas relacionados à figura do artista e ao Renascimento - período em que viveu -, como arquitetura, gastronomia, artesanato, ciência e inovações tecnológicas.   Legado e raízes na Itália Na Itália, uma série de celebrações estão planejadas e du

Brasil abre 2018 com 16 prêmios para os espumantes brasileiros na Espanha

Vinhos e espumantes são reconhecidos por júri internacional formado por 40 experts A conquista de mais prêmios internacionais para vinhos e espumantes brasileiros começou mais cedo este ano. O país verde e amarelo acaba de conquistar 16 medalhas no Concurso Internacional de Vinos y Espirituosos (CINVE) 2018 , realizado de 12 a 14 de fevereiro no Complexo Cultural de São Francisco, na cidade de Cáceres, na Espanha. A entrega da premiação acontecerá dia 13 de abril no Hotel Villamagna, em Madri .   O concurso reuniu 705 amostras de 14 países. Um júri formado por 40 experts distinguiu quatro vinhos e 12 espumantes brasileiros . O diretor da Associação Brasileira de Enologia (ABE), enólogo Marcos Gabbardo, esteve representando o Brasil e destaca que foi possível avaliar, principalmente, vinhos da Península Ibérica, além de produtores do Novo Mundo e Velho Mundo. “Todas as avaliações foram realizadas às cegas por jurados internacionais, permitindo a valorização da diversidade e qual