Quem sou eu

Minha foto
Este blog nasceu em fevereiro de 2008, para postar eventos em geral, assuntos referentes ao universo da moda, beleza, gastronomia e vinhos.

9 de fevereiro de 2017

Um tour fantástico pela Marqués de Tomares na Espanha

Com post um tanto atrasado, mas em tempo de descrever um pouco do muito que pudemos desfrutar da nossa passagem por vinícolas da Espanha. A viagem foi no final de out/16 e inicio de nov/16, com dias quentes e ensolarados em pleno outono europeu e com cenários de tirar o fôlego de tão lindos. Chegamos a Madri, com amigas da imprensa curitibana e das importadoras Porto a Porto e Casa Flora, para visitar a festejada bodega familiar Marqués de Tomares, e compartilho um pouquinho com você. Acima, a minha foto foi tirada por Simone Meirelles.
Primeira parada para visitar as regiões ensolaradas La Rioja (Fuenmayor, Rioja Alta) e Ribera del Duero na província de Burgos (Castilla y Leon), grandes regiões produtoras mundiais de ótimos vinhos, para conhecermos de perto o processo de produção dos clássicos, elegantes, intensos e harmônicos vinhos da top bodega familiar Marquês de Tomares. Os vinhos são produzidos seguindo a Denominación de Origen Calificada Rioja, zelando pela extrema qualidade das suas castas, incluindo os vinhedos de 1910, que ainda estão por lá, até a produção cuidadosa de seus vinhos.  Na foto acima da dir p/ esqGilza Severo , Roberta Chies, Camila Podolak,  Thaís Carvalhal, Juliana CostaOscar Montaña,  Marian Guimarães, Simone Meirelles, Márcia Toccafondo e Elis Cabanilhas Glaser.






A foto ao lado, que tirei da parede da vinícola, é do fundador da Marqués de Tomares Don Roman Montanã, que começou o plantio e a produção dos vinhos em 1910. Hoje a Marqués de Tomares é dirigida com competência, por seus netos.
De Rioja - berço dos vinhos pontuados Marqués de Tomares (Tempranillo oTinto Fino - uva símbolo da Espanha) seguimos para Penedes conferir a produção do conceituado e borbulhante Cava Don Román (castas Macabeo, Parellada e Xarel.lo), sempre anfitrionados pela encantadora figura de Oscar Montaña, proprietário da vinícola e neto do fundador, e pela simpatia de sua mulher Isabel. Os enólogos Marcos Lojo, encarregado dos vinhos brancos e Isaac Fernándes Montaña, dos tintos, também estiveram presentes aos encontros. Na foto acima Oscar Montanã nos preparativos para degustação dos vinhos e azeites maravilhosos da Marqués de Tomares.
Presente espetacular do casal Isabel e Oscar Montanã, foi uma garrafa  magnum com meu nome no rótulo. E é claro, vou beber e guardar a garrafa de lembrança.




Provamos os vinhos Nuestro (brancos e tintos), os espumantes frutados e refrescantes Chan de Rosas, Marqués de Tomares ReservaMT Selección de la Familia,
Marqués de Tomares Gran ReservaMT Ribera del Duero, e os saborosos Cava Don Román Brut, Cava Semi-Sec Don Román, Cava Rosé Don Román e Cava Brut Don Román Reserva Imperial, entre outros rótulos. Esses e outros rótulos da Marques de Tomares são trazidos para o Brasil pelas Importadoras Porto a Porto e Casa Flora.
A natureza foi cuidadosa com os vinhedos da Marqués de Tomares que são belíssimos e coloridos, e como fomos no final da vindima, ainda tinha muita uva para provar. Nos vinhedos um mix avermelhado e alaranjado devido a mudança de estação e temperatura, em solo calcário-argiloso.
Conferimos as caves recheadas de barricas de carvalho, e tanques de inox, sob um estimulante e delicioso aroma no ar, seguido de muitas degustações.

Um dos pontos altos da visita foi que o anfitrião reservou uvas para fazer o processo todo para nos mostrar. Desde a escolha das uvas para a obtenção do mosto, separação do engaço até o processo de fermentação em tanques fechados.
Visitamos o xodó da família Montaña, uma cave subterrânea do século XII intacta e cheia de histórias para contar, com rótulos exclusivos, saborosos e em perfeito estado de conservação dos vinhos. E fomos descendo as escadas disformes da adega e conhecendo essa maravilha. Muitas garrafas antigas que nem rótulos tem e Oscar Montaña abriu algumas delas para provarmos.
Degustamos rótulos com safras de 1954, 1964, 1977 e 1978, 1994, 2001 e assim por diante seguido de almoço na encantadora cantina da Bodega da Marqués Tomares, em Haro, capital de RiojaRealmente uma viagens e mometos inesquecíveis! Privilégio de poucos.
Organização e carinho no armazenamento das garrafas.
Unindo o clássico ao moderno, a Marqués de Tomares tem uma bela sala de provas.
Em Aranda del Duero (Burgos), nos hospedamos no pequeno e encantador Hotel Julia - tamanho charme, eu adoraria poder chamar de meu. Como tudo em Madri, em cada canto uma arte e cada cômodo um encantamento.






Também em Aranda del Duero, Almoçamos no premiado restaurante Mesón El Pastor, com degustação vinho/prato,provamos Cecina de vaca, croquete de Jamón e queijo, morcilla de Burgos e chorizo, sopa de batatas a la riojana, Chu letillas al Sarmiento. Carne de cordeiro, e de sobremesa: flan de biscoito.
O prato principal da Méson El Pastor atraiu a atenção e olhares de todos: o Cordeiro de Leite abatido com apenas 17 dias e assado lentamente em forno a lenha.
As paisagens nos inspiraram...
O cenário das vinhas era tão sensacional que tirei fotos únicas e lindas.
Sou grande apreciadora do Cava Don Roman (uvas Macabeo, Parellada, Xarel-lo). Com ótimo preço, o espumante é produzido pelo método tradicional (champenoise), com a segunda fermentação (bolhas) feita na própria garrafa, tem cor amarelada, corpo médio, 11,5 % Vol, harmoniza muito bem com aperitivos, entradas, frutos do mar, pescados e sobremesas a base de frutas secas.
Na bela selfie de Camila Podolak: A equipe Porto a Porto e Casa Flora, imprensa e Oscar Montanã, abaixo e ao centro.

Nenhum comentário: