"Que a felicidade não dependa do tempo, nem da paisagem, nem da sorte, nem do dinheiro. Que ela possa vir com toda simplicidade, de dentro para fora, de cada um para todos. Que as pessoas saibam falar, calar, e acima de tudo ouvir. Que tenham amor ou então sintam falta de não tê-lo. Que tenham ideais e medo de perdê-lo. Que amem ao próximo e respeitem sua dor. Para que tenhamos certeza de que: “Ser feliz sem motivo é a mais autêntica forma de felicidade”. - Carlos Drummond de Andrade -

21 de novembro de 2016

Museu da Arte Indígena-MAI inaugura em Curitiba e lança vinho oficial

Manoel Martins, Juliana Podolan, Susana Melo Abreu e Carlos Silva da vinícola Amora Brava, durante a inauguração do Museu de Arte Indígena-MAI, na última quarta-feira (16), em um evento para convidados, que contou com a presença de vários admiradores de arte, que puderam conhecer o museu e apreciar comidas típicas brasileiras feitas pela chef Lis Roveda.



Na inauguração também foi lançado o novo vinho da vinícola portuguesa Amora BravaÍndio Rei DOC 2014. A vinícola, que utiliza como inspiração para seus rótulos as obras do Museu Nacional Grão Vasco (MNGV), de Viseu, lança um novo produto em homenagem ao Brasil e aos indígenas brasileiros.  O Índio Rei foi idealizado a partir de uma obra do pintor Vasco Fernandes, que pintou a imagem de um indígena pela primeira vez, através da descrição da carta de Pero Vaz de Caminha, em Portugal, em 1502. Da mesma forma, o enólogo Carlos Silva, assumiu o desafio de criar um vinho que trouxesse a essência do índio brasileiro. O Índio Rei é o vinho oficial do MAI.
Fotos: Divulgação.

Nenhum comentário: