João Portugal Ramos no Brasil para o lançamento do seu primeiro espumante

 Referência mundial em enologia, João Portugal Ramos elabora vinhos em diversas regiões de Portugal. Conhecido pelos rótulos brancos e tintos de grande personalidade, ele estreou no mundo dos espumantes recentemente e veio ao Brasil para o lançamento do Marquês de Borba Brut Rosé, surpreendentemente elaborado no Alentejo.
A surpresa deve-se ao fato de que a região no sudeste de Portugal é conhecida pelas altas temperaturas, o que não é o mais indicado para a elaboração de vinhos espumosos, e também porque a Bairrada é que tem tradição neste tipo de vinho. Porém, a habilidade de João Portugal Ramos, e o trabalho impecável nos vinhedos e na vinícola, possibilitaram a criação deste novo rótulo de elevado frescor e alta qualidade, o que prestigia a vinícola perante os melhores espumantes mundiais.  O enólogo fez este espumante especialmente para o casamento de sua filha. Motivado pela avaliação empolgante dos convidados do evento, iniciou a produção deste magnífico vinho, elaborado pelo método champenoise (segunda fermentação na garrafa), que leva na composição as uvas Pinot Noir, Touriga Nacional e Aragonez. A preferência pela casta francesa Pinot Noir, uma das principais na composição dos champanhes, deu-se pela elegância distinta desta uva que, acompanhada das duas outras nativas de Portugal, confere os aromas complexos, o frescor e o final seco e longo em boca. 
 O diretor da Porto a Porto Pedro Corrêa de Oliveira, responsável por trazer os rótulos para o Brasil, o renomado enólogo João Portugal Ramos e o chef Dudu Sperandio, do Ernesto Ristorante, local escolhido para o almoço de apresentação do espumante Marquês de Borba Brut Rosé.
O elegante espumante alentejano Marquês de Borba Brut Rosé 2014 (blend de uvas Pinot Noir, Touriga Nacional e Aragonez), tem linda cor salmão clara, perlage fino e persistente, aromas delicados de frutos cítricos e lichia, longo sabor em boca. O espumante foi harmonizado com pães artesanais, beringela marinada, com e com a deliciosa battuta de mignon com gema, alcaparras crocantes e caviar de trufas negras.  A salada de polvo com pinoli, tomate cereja, batatinha, molho pesto e crocante de Grana Padano ficou divina acompanhada do refrescante e aromático Marquês e Borba branco 2016.
Marquês de Borba tinto 2016, produzido com as castas Aragonês, Alicante Bouschet, Touriga Nacional e Trincadeira, tem aromas de frutos vermelhos, ressaltando especiarias e ervas. Taninos macios e acidez equilibrada. Um vinho agradável e fácil de harmonizar e para acompanhá-lo o chef Dudu escolheu o Pappardelle de mignon com ragu de paleta de cordeiro assada com o mesmo vinho Marquês de Borba tinto, tomates concasse, salsinha e Grana Padano. Perfeito!
O refinado, potente e premiado Marquês de Borba Reserva 2014 (Trincadeira, Aragonês, Alicante Bouschet e Cabernet Sauvignon), é sem dúvida uma explosão de aromas e sabores. Tem cor rubi linda e intensa, aromas florais, especiarias e herbácio. Tem acidez elegante, taninos finos e muito agradáveis e um final de boca longo e persistente. Vinho de guarda excepcional para grandes comemorações. Para harmonizar com esse tinto vigoroso, uma carne cai maravilhosamente bem e por isso foi escolhido a Tagliata de Mignon com molho de trufas negras e legumes assados caramelizados com mel de trufas brancas


Na foto ao lado, o Duorum Vinha de Castelo Melhor Porto Vintage 2008, que foi degustado com o Tiramisù.
  
Desde 2007, juntamente com o também enólogo José Maria Soares Franco, possui o projeto Duorum, uma parceria vinícola exclusivamente dedicada ao Douro. A vinícola Duorum é um dos grandes orgulhos de João Portugal Ramos e já foi eleita o melhor projeto europeu de gestão de biodiversidade, paisagem e espaço rural. Os vinhos assinados por João Portugal Ramos são trazidos ao Brasil pelas importadoras Porto a Porto e Casa Flora.


Importadora Porto a Porto:
@portoaporto

Fotos: Márcia Toccafondo

Comentários