Amey Clothing roupas femininas abre mercado no exterior

O Ano de 2017 foi próspero para o setor têxtil, que apontou um crescimento de 3,5% em relação ao ano anterior. Superando o fluxo desta boa projeção, a Amey Clothing – e-commerce curitibano de roupas femininas – apontou um crescimento de 270% no seu faturamento de janeiro a dezembro do último ano, comparado a 2016, ano em que a marca foi lançada.
Segundo dados da Associação Brasileira de Comércio Eletrônico (ABComm), o e-commerce apresentou em 2017 crescimento de 12% em relação ao ano anterior e faturamento na ordem de 59,9 bilhões de reais. Foram mais de 203 milhões de pacotes enviados pelas lojas virtuais durante o período. Para este ano, a ABComm projeta crescimento de 15% e faturamento de mais de 69 bilhões de Reais. As projeções também apontam para a consolidação das vendas através do celular. A expectativa é que as vendas mobile totalizem 33% do total de pedidos, contra 28% em 2017.
A Amey Clothing é uma marca voltada para mulheres modernas, com estilo prêt-à-porter - pronto para vestir – com peças atemporais que valorizam a mulher, independente da ocasião. Em 2017, o faturamento da marca teve crescimento de 270% e aumento de 333% no número de vendas. As visitas no site deram um salto de 211% - sendo que desse número, 76% foram acessos via celular. “Estamos crentes de que a plataforma via smartphone é muito mais forte, por isso, investimos em um acesso rápido e prático, para que o cliente não perca tempo e consiga concretizar as compras pelo aparelho”, conta a empresaria e CEO da Amey, Amanda Brito.
Em setembro do ano passado, a marca abriu mercado no exterior, com um centro de distribuição em Miami, responsável pela entrega nos Estados Unidos, México e parte da Canadá. Clientes do Japão também estão na rota de vendas da marca. Para 2018, a estimativa é buscar um crescimento de mais de 300% no faturamento do e-commerce e da loja física, no interior do Paraná. Além disso, a marca planeja o lançamento de cinco canais de vendas para este ano, entre plataformas online e pontos de venda, incluindo uma loja física em Curitiba, ainda no primeiro semestre de 2018.
Fotos: Divulgação.

Comentários