Quem sou eu

Minha foto
Este blog nasceu em fevereiro de 2008, para postar eventos em geral, assuntos referentes ao universo da moda, beleza, gastronomia e vinhos.

29 de setembro de 2017

Bienal de Curitiba 2017 traz o melhor da arte contemporânea mundial

Neste sábado, 30 de setembro, às 17h30, no Museu Oscar Niemeyer - MON, acontece a abertura da Bienal de Curitiba’17. A solenidade de abertura será para convidados e contará com a presença dos curadores do evento, artistas, organizadores e autoridades. No domingo, abre para o público em geral. Dedicada aos opostos, porém convergentes, o título “Antípodas – Diverso e Reverso” sintetiza esta edição do evento, que homenageia a China, país situado diametralmente em oposição ao Brasil.
A sinergia criada pela diversidade e o enriquecimento que as diferenças proporcionam são os pontos fortes do conjunto das exposições da Bienal, de acordo com o criador do conceito e um dos curadores da mostra, o crítico e pesquisador paraguaio Tício Escobar, que tem atuação também no Chile e
Espanha.

Na foto acima: Benjamin Yin Peng , Li Zexuan - representante da Seção Cultural da Embaixada da República Popular da China, Chen Chunmei -, Tício Escobar - curador, Luiz Ernesto Pereira Meyer - diretor da Bienal de Curitiba , Juliana Vosnika - Diretora-presidente do MON, Jader Alves, Diretor-Geral da SEEC e secretário em exercício, Marili Azim, coordenadora do Sistema Municipal de Museus - Crédito da Foto: Mariana Bernal.
 Para o diretor geral do evento, Luiz Ernesto Pereira, a Bienal traça um panorama mundial do que mais expressivo se faz hoje em arte contemporânea no mundo, com a contribuição de 42 países dos cinco continentes; e, em especial, apresenta a maior e mais importante exposição de arte chinesa já realizada fora da China. “A China vem ganhando reconhecimento crescente em museus de todo o mundo”, disse, ao apresentador os curadores e alguns artistas nacionais e estrangeiros para a imprensa nesta quarta-feira, 27. 
Entusiasmada com a proporção que a Bienal já alcançou, a vice-presidente do Grupo de Arte e Entretenimento da China (CAEG), Chen Chunmei, representando o governo chinês, disse acreditar que o evento vai marcar a crescente história do intercâmbio cultural entre a China e os países do Cone Sul da América do Sul. Ela fez uma rápida exposição da divulgação que a Bienal de Curitiba está obtendo na China.
Espalhada por quase cem espaços por toda a cidade, com ramificações levadas a Florianópolis, Buenos Aires e Mar Del Plata, a Bienal Internacional de Curitiba será aberta ao público no domingo, dia 1 de outubro. No sábado, será inaugurada a obra em homenagem ao filósofo Confúcio (551 – 479 a.C), feita em bronze fundido pelo artista Wu Weishan, doada a Curitiba pelo governo chinês e instalada no agora chamado Largo da China, na esquina das ruas Marechal Hermes e Deputado Mário de Barros, no Centro Cívico. 
A Bienal de Curitiba’17 estará nos seguintes espaços:
Mostra: Oscar Niemeyer, Largo da China, Museu Municipal de Arte e Memorial de Curitiba. Circuito de Museus: Museu da Fotografia, Memorial de Curitiba, Museu Paranaense, Museu Alfredo Andersen, Museu de Arte Indígena e Museu Municipal de Arte.  Circuito Integrado: Hall da Secretaria de Estado da Cultura, SESC Paço da Liberdade, Biblioteca Pública do Paraná, Galeria InterARTividade/Pátio Batel, Galeria da Associação de Artistas Plásticos do Paraná, Ordem dos Advogados do Brasil – Paraná, Palacete dos Leões – BRDE, Solar do Barão e Ateliê de Escultura do Centro de Criatividade de Curitiba - no Parque São Lourenço. Circuito de Galerias: ARQ/ART Galeria, Boiler Galeria, Riviso Galeria, Sim Galeria, Simões de Assis, Solar do Rosário, Ybakatu, Zilda Fraletti, Zuleika Bisacchi, Airez Galeria, Estúdio e Galeria Teix, Das Nuvens, Gal eria e Atelier Soma e Ponto de Fuga. Circuito Gastronômico: Botanique, Marbô Gastronomia, Café Bathé, Dizzy Café Concerto, Novo James Bar, Bar do Alemão e Ornitorrinco. Circuito Infantil: Casa da Leitura Miguel de Cervantes, Bistrozinho, Villa Mariantonio, Centro Juvenil de Artes Plásticas e Escola Anjo da Guarda. Circuito Universitário: EMBAP - Escola de Música e Belas Artes do Paraná/Unespar, DeArtes - Departamento de Artes da UFPR, MUSA - Museu de Arte da UFPR, Museu Metropolitano de Arte - Sala de Arte Digital e Museu da Gravura de Curitiba. Circuito de Arquitetura: Palácio Iguaçu e Palácio das Araucárias.
Mais de 50 outros espaços da cidade serão ocupados em atividades da Bienal de Curitiba que serão realizadas a partir de novembro de 2017.
 Realização: Ministério da Cultura do Governo Federal, Museu Oscar Niemeyer/Secretaria de Estado da Cultura do Governo do Paraná, Fundação Cultural de Curitiba/Prefeitura Municipal de Curitiba. 

Nenhum comentário: