Quem sou eu

Minha foto
Este blog nasceu em fevereiro de 2008, para postar eventos curitibanos em geral, assuntos referentes ao universo da moda, gastronomia e vinhos.

25 de novembro de 2016

Provam: Vinhos Verdes de atitude!

 E chegamos a região dos Vinhos Verdes - Monção e Melgaço - em Portugal. Duas vilas onde a casta monovarietal Alvarinho impera absoluta e atinge o ápice dos seus aromas e sabores. E a quinta vinícola a visitarmos em Portugal, foi a Provam - sociedade constituída em 1992, por 10 viticultores - onde pudemos conhecer o processo de produção dos seus vinhos verdes refrescantes, frutados, com grande complexidade aromática, gastronômicos, posudos, e muito deliciosos. Sou fã!
O enólogo Abel Francisco Condesso, nos apresenta a Provam e os rótulos produzidos pela sociedade. Na Provam, a tese de que vinhos brancos precisam ser bebidos ainda jovens, cai por terra. Isso porque a casta Alvarinho evolui muito e muito bem e com qualidade em garrafa, podendo ser bebido por até 10 anos ou mais. Vinhos Verdes de guarda. Eu que geralmente só bebo vinhos tintos, tive que me curvar a eles.
Passeio pelas imensas cubas com as equipes Porto a Porto e Casa Flora, que trazem os vinhos da Provam para o Brasil.
Tivemos direito a prova direto dos tanques e barris dos vinhos Portal do Fidalgo, Varanda do Conde, Contradição, Côto de Mamoelas, entre outros. Experiência sensacional a de beber um vinho ainda em estágio de fermentação. Na foto, Camila Podolak, gerente de marketing da Porto a Porto, com João Marques, diretor comercial da Provam.
A Provam se moderniza sem esquecer dos cuidados com cada garrafa. As máquinas conhecidas como "gyropalette", fazem o serviço de viradas das garrafas automarizados, para que as leveduras se depositem no gargalo. As garragas ficam de cabeça para baixo e o processo esse conhecido como rémuage.
E como vinho e gastronomia andam grudadinhos e em Portugal come-se muito bem, fomos almoçar na antiga e encantadora Adega do Sossego, em Melgaço. A gastronomia regional caseira é deliciosa!
Para o almoço: Salada de folhas e legumes variados, Bacalhau ao forno com gratin de queijo e purê de batatas e Vitela grelhada à Sossego, da Adega do Sossego, em Melgaço. Tudo tão saboroso que deu vontade de repetir.
Entre os rótulos escolhidos para o almoço: Portal do Fidalgo, Contradição e Varanda do Conde (Alvarinho/Trajadura).
Jantamos no restaurante do hotel onde nos hospedamos, o Hotel Convento dos Capuchos, em Monção. Hotel legante e simples e com vista maravilhosa para a cidade. Para o jantar, acompanhado de vinhos deliciosos da Provam, entre eles o borbulhante Alvarinho Côto de Mamoelas Bruto, o chef preparou sardinha como entrada e um bacalhau especial e muito suculento.
Adorei a sobremesa do restaurante do Hotel Convento dos Capuchos, que nos remeteu aos vinhos: Tarte de Pera Rocha com Sorvete de Uvas Alvarinho inteiras. Demais!!!
Passamos por lugares mágicos e belíssimos. Na progração feito pela Provam, tivemos passeio e rafting pelo Minho e como eu não fui, fomos eu, Marian, Roberta e Gilza, de carro, conhecer Cubalhão, Lamas do Mouro, onde tiramos essa foto maravilhosa, São Bento de Candú e visita a Arbus. Paisagens paradisíacas em Portugal.

Nenhum comentário: