Quem sou eu

Minha foto
Este blog nasceu em fevereiro de 2008, para postar eventos em geral, assuntos referentes ao universo da moda, beleza, gastronomia e vinhos.

17 de setembro de 2014

“Comer, beber e roubar” define a política brasileira…

O Ministro da Família Fúlvio, personagem do escritor Carlos Bohm, afirma que a sua função como político é comer, beber e roubar. O autor da narrativa “A Comenda” ilustra a realidade do nosso país criando governantes bêbados, obesos e corruptos, com uma narrativa inovadora sobre as típicas situações imorais, ilegais e promíscuas que ocorrem no poder público. A calamidade ilustrada na literatura de Bohm é facilmente vista nas expressivas intenções de votos a candidatos inidôneos. 
Autor do romance-denúncia “Testa de Ferro” e do romance psicológico “A Rocha – uma viagem perigosa”, ambos publicados pela editora Ibrasa, o escritor e psicólogo Carlos Bohm lança a pequena história no site da Amazon. Leia abaixo um trecho do conto, que foi inspirado na obra “O Tenente Quetange”, do escritor russo Tyniánov.
No outro dia de manhã, ele se encontrava no seu gabinete no ministério da Família, vestindo a mesma roupa, que conseguiu deixar mais suja e amassada. Dormia com o rosto encostado na mesa, roncando e babando. Ele cheirava a urina e uma mosca repousava sobre o seu nariz.
A secretária Cibele, vestida de tailleur, batia os tamancos pelos corredores. Adentrou a sala do ministro e o acordou. Ela era a massagista da boate clandestina.
O texto completo está disponível no formato digital no site da Amazon:
Mais informações no site www.boletimdolivro.com .

Nenhum comentário: