Quem sou eu

Minha foto
Este blog nasceu em fevereiro de 2008, para postar eventos em geral, assuntos referentes ao universo da moda, beleza, gastronomia e vinhos.

13 de junho de 2013

10 anos de Proenza Schouler e a nova fase do Design americano

Na última semana, os olhos da moda se voltaram para o CFDA Awards (Council of Fashion Designers of America). O evento premia todos os anos os nomes de maior destaque da moda nos Estados Unidos, e seu prestígio vai muito além das tradicionais coberturas de Red Carpet. Apesar de ser um prêmio estadunidense, o CFDA atrai grandes nomes da indústria no mundo inteiro e consagra seus vencedores em nível global.

O principal prêmio da noite é o conferido ao melhor estilista feminino do ano, e em 2013 quem levou foi a dupla da grife Proenza Schouler, Jack McCollough e Lazaro Hernandez.

          Os designers da Proenza Schouler já foram premiados na mesma categoria em 2007 e 2011

A Proenza Schouler, que completou dez anos no último dia 11, faz parte das grifes que estão repensando a moda no século XXI. Criada em 2002, em Nova York, a marca possui como proposta garantir o trabalho detalhado e intrínseco da alta costura, enquanto buscando inspiração em elementos da cultura urbana, jovem e da arte contemporânea. A ênfase na alfaiataria e construção combinada com o design original e o uso de tecidos desenvolvidos exclusivamente fazem a essência da Proenza.


              Couro e silhuetas amplas foram explorados nos looks da Resort Collection de 2013

Seguindo os passos, em diferentes vertentes de Design, claro, de estilistas como Marc Jacobs (com quem a dupla de design trabalhou durante os estudos na Parson's NY), Stella McCartney, Alexander McQueen e outros nomes do mainstream que prestaram um serviço de reinvenção de conceitos de moda, luxo e estilo, o duo da Proenza criou nos últimos dez anos um acervo de novos clássicos e peças icônicas, entre roupas e acessórios.

Em 2008, a primeira linha de bolsas e sapatos da Proenza é lançada, e o modelo de bolsa PS1 lança-se como clássico, reinventado conforme as coleções.





      A PS1 já foi lançada em diversos materiais, estampas e tamanhos desde sua primeira aparição nas coleções

A PS1 é um ótimo exemplo da essência da Proenza: luxo wearable, ou seja, possível de vestir na vida real. A bolsa foi criada com o objetivo de ser uma anti-itbag, que não teria uma logomarca exposta e cujo design fosse certo para uma vida urbana. As peças não chegaram nem a ser mostradas na passarela, mantidas como um pequeno segredo entre a marca e seus clientes. As primeiras consumidoras, inclusive, ao serem indagadas sobre a peça, respondiam que era uma bolsa vintage, de brechó. A PS1 estourou no mercado de moda apenas em 2010, após virarem hype em grandes blogs de moda internacionais.


Nas passarelas, a Proennza Schouler é igualmente inovadora. Coleções com inspirações em mais de uma década, truques de styling e beleza, as famosas jaquetas utilizadas como peças statement são poucos exemplos dos destaques na trajetória da marca.

                                     Inspirações multidecade na coleção de Primavera 2012




                     Jaqueta da coleção Primavera 2013, inspirada na obra do artista Gerhard Richter



Na beleza de 2010, os cabelos tingidos em tons de cinza, tendência que foi fortemente aderida por celebridades e personalidades da moda, como a apresentadora Kelly Osbourne


O espírito de inovação conferiu à Proenza novamente o prêmio de Melhor Estilista (ou melhores estilistas) do ano em 2013, e a celebração de seus dez anos é importante para a reflexão do fazer moda no século XXI. Uso inteligente de tecidos, design inspirador e muito bem inspirado, mudanças de comportamento e questionamento dos padrões de vestir são os ingredientes certos para uma nova fase do Design de Moda.


por Camila de Souza Faria

Nenhum comentário: